O plano de três adolescentes americanos acabou duplamente errado: além da polícia ter capturado os infratores, o bolo roubado não era comestível

Os três jovens tentaram roubar um bolo, mas acabaram com um objeto cenográfico
Creative Commons
Os três jovens tentaram roubar um bolo, mas acabaram com um objeto cenográfico

Nesta terça-feira (6), três adolescentes roubaram uma confeitaria nos Estados Unidos, mas parece que nenhum deles estava com sorte. Além de terem sido flagrados pela polícia, eles fizeram uma inesperada descoberta: o bolo roubado era, na realidade, cenográfico.

Leia também: Idosa usa secador de cabelos para intimidar motoristas apressados na Inglaterra

A atrapalhada tentativa de roubo aconteceu na cidade de Edina, subúrbio de Minneapolis, capital do estado do Minnesota, e viralizou na internet depois que o departamento de polícia local falou sobre o bolo em sua conta no Twitter:




"Assaltantes de loja foram parados, nesta manhã, depois de roubarem um doce! Acontece que, acidentalmente, eles pegaram um objeto de papelão #semboloparavocê"

Até o prefeito da cidade, Scott Neal, entrou na brincadeira:



"Em Edina você não pode roubar alimentos – mesmo se eles forem de mentira"

O objeto decorativo foi devolvido à loja de origem, que decidiu não prestar queixas contra os adolescentes – mas, agora, eles estão proibidos de chegar perto do estabelecimento novamente.

Recheio digital

Se no caso dos Estados Unidos a massa era de papelão , no Brasil, já aconteceu do recheio não ser comestível. 

Em 2015, uma mulher foi flagrada ao tentar entrar no presí­dio Evaristo de Moraes, em São Cristóvão, na zona norte do Rio de Janeiro, com dois celulares escondidos dentro de potes com comida. 

Celulares foram encontrados dentro de potes com bolo
Reprodução
Celulares foram encontrados dentro de potes com bolo

Os aparelhos foram descobertos durante a revista realizada por inspetores para a liberação da entrada na unidade prisional.

Maria Antonia Ferreira entregaria os celulares dentro do bolo para o seu filho, o interno Joel Ferreira Cruz, que cumpre pena no presídio por assalto a mão armada. Ela foi detida e levada para a 17ª DP (São Cristóvão), onde o caso foi registrado.

Leia também: Em ato de vingança, homem joga centenas de percevejos em prefeitura nos EUA

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.