Putin 2018: jovens russas lançam camisetas ousadas em apoio à reeleição

Camisetas criadas por jovens patrióticos têm como objetivo atrair mais eleitores favoráveis a Putin; presidente da Rússia deve buscar a reeleição
Foto: Reprodução/Daily Mail
Designer afirma que só o retrato do presidente não era o suficiente, por isso inventaram os modelos ousados

Em um estranho 'ato de patriotismo', mulheres russas estão estampando no peito a imagem de Vladmir Putin, para demonstrar seu apoio ao atual presidente. Com a eleição presidencial do próximo ano se aproximando, as camisetas ousadas têm o objetivo de aumentar o número de eleitores favoráveis à reeleição.

Leia também: Rússia proíbe Testemunhas de Jeová, niveladas aos nazistas e extremistas do EI

A iniciativa partiu de um grupo patriótico de jovens chamado Project Set. Todas as camisetas desenhadas pelo grupo remetem a Putin de alguma forma e têm recortes provocativos na região dos seios.

Foto: Reprodução/Daily Mail
As peças são realmente patrióticas, já que são produzidas na Rússia com matérias-primas obtidas no país

Em um dos modelos, o recorte em forma de coração é segurado pelo presidente. Em outro, mais discreto, o decote segue o formato da Rússia. A terceira camiseta tem um recorte no formato da silhueta do perfil do líder do país.

As peças realmente são patrióticas, já que são produzidas na Rússia a partir de matérias-primas obtidas no país. “Há muito tempo Putin é uma marca famosa e não só um político”, disse a designer e ativista a favor do presidente Ilya Sadalskikh, responsável peças peças.

Leia também: Bombardeio russo mata 15 pessoas em Urum al Yauz, na Síria

Foto: Reprodução/Daily Mail
Jovens que criaram os modelos procuravam uma nova ideia, mas só tempo e demanda vão dizer se a estratégia funcionou

“Só o retrato do presidente em uma camiseta já não é mais surpreendente. Muitos jovens designers que estão trabalhando no campo da moda patriótica estão procurando um ângulo único ou uma ideia nova. Nós achamos que encontramos uma. Tempo e demanda vão provar se estamos certos ou não”, completou Sadalskikh.

Putin e as mulheres

O presidente divide opiniões entre as mulheres. No começo do ano, a Rússia aprovou uma lei que permite a agressão domiciliar como medida disciplinar, descriminalizando a violência doméstica. A medida por ativistas dos direitos de crianças e mulheres.

No Dia Internacional da Mulher o discurso do político sobre a data também não agradou. “Mulheres precisam do apoio dos homens. Nós vamos sempre lembrar disso, não só hoje. Faremos nosso melhor para cercar as mulheres que amamos com carinho e atenção, para que possam sorrir mais vezes”, disse.

Leia também: Rússia diz que Trump atacou Síria para mostrar força aos oponentes

É esperado que Putin anuncie interesse em se candidatar à reeleição em 2018. Diferente do Brasil, na Rússia o mandato presidencial tem duração de seis anos.

Link deste artigo: https://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/mundo-insolito/2017-04-28/putin.html