Bêbada, professora vomita em sala de aula e é retirada em cadeira de rodas

Escola acionou a polícia quando percebeu que a professora substituta estava bêbada; alunos afirmaram ter visto a mulher beber vinho durante a aula
Foto: Reprodução/Facebook
Edith Elizabeth Richards-Gartee ficou bêbada por beber vinho em sala de aula e precisou ser retirada em cadeira de rodas

Uma professora substitua ensinou (da pior maneira possível) aos seus alunos os riscos da bebida alcóolica, além de como não se portar no ambiente de trabalho. Judith Elizabeth Richards-Gartee, de 52 anos, estava tão bêbada que vomitou na sala de aula, em Cayce, na Carolina do Sul, na última sexta-feira (10).

Leia também: Americano é preso após 'paquerar', beijar e transar com uma tela de arame

A administração da escola de ensino médio acionou a polícia aproximadamente às 9h45 depois de perceber que a professora estava agindo de forma suspeita e parecia estar bêbada . Quando chegaram ao local, as autoridades encontraram uma caixa tetra pak de vinho em sua bolsa.

A mulher estava tão alcoolizada que não conseguia ficar de pé ou andar, precisando ser retirada da sala de aula em uma cadeira de rodas. A professora foi acusada de conduta inapropriada antes de ser encaminhada a um centro médico próximo ao local.

Os alunos que estavam na aula ministrada por Richards-Gartee afirmaram ter visto a mulher beber durante o período da manhã, enquanto lecionava. A escola divulgou uma nota oficial informando que a professora substitua não era uma funcionária da instituição.

Leia também: Por 'selfie perfeita', webcelebridades se penduram de topo de prédios

“Na sexta-feira, 10 de março de 2017, foi reportado à administração do colégio que uma professora substituta estava se comportando de forma errática e parecia estar sob a influência de álcool. Essa substitua não é uma funcionária da escola, mas sim de uma agência que fornece profissionais à instituição”, escreveu.

“A administração respondeu imediatamente à informação, removendo a professora substituta da sala de aula, levando-a a um dos escritórios da diretoria. Fomos informados que a mulher recebeu acusação criminal da promotoria”, completou.

Repercussão

O caso bizarro repercutiu nas redes sociais, com pessoas fazendo piadas e alunos dizendo que já viveram a situação oposta, em que vomitaram na sala de aula por causa do álcool. “Parece que agora é crime beber vinho de caixa na sala de aula...”, escreveu um usuário do Twitter.

Leia também: Mulher pelada invade casa trancada, dorme com criança e é acusada de bruxaria

Outra pessoa entendeu o lado da professora. “Para ser justa, alguns dos meus colegas de sala faziam com que eu quisesse ficar bêbada na sala de aula. Talvez não seja culpa da professora”, comentou no Facebook.

Link deste artigo: http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/mundo-insolito/2017-03-16/bebada.html