Tamanho do texto

Em depoimento para documentário, rainha Silvia da Suécia alega dividir seu palácio construído há mais de 300 anos com fantasmas "muito amigáveis"

Creative Commons
"Às vezes você sente que não está completamente sozinho", afirma a rainha da Suécia sobre fantasmas em seu palácio

A rainha Silvia da Suécia assegurou em um depoimento que divide seu palácio com moradores curiosos. De acordo com a monarca, fantasmas habitam o palácio de Drottningholm. Construído em uma ilha de Estocolmo no século XVII, a residência real é um patrimônio mundial da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

Fantasma segurando um bebê invade foto de família em castelo na Escócia

Segundo a rainha , os fantasmas não representam qualquer tipo de ameaça. “Eles são todos muito amigáveis, mas às vezes você sente que não está completamente sozinha”, disse a um documentário produzido pela SVT, a rede televisiva nacional da Suécia. “É muito empolgante. Mas você não fica com medo”, completou.

De acordo com o jornal britânico “The Guardian”, a rainha não é a única a ver habitantes fantasmagóricos. “Tem muita energia nessa casa. Seria estranho se essa energia não tomasse a forma de aparições”, disse a princesa Christina, irmã do rei. “Existem histórias sobre fantasmas em todas as casas antigas. Elas estiveram cheias de pessoas por séculos. A energia permanece”.

Forte gripe faz rainha Elizabeth perder missa de Natal pela primeira vez

Não é a primeira vez que se fala em assombrações no palácio. Em 2010, uma coluna no jornal sueco “Aftonbladet” afirmou que entre os moradores sobrenaturais estão um “homem cinza” e uma “mulher branca”.

Reinado

Casada com o rei Carl XVI Gustaf há 40 anos, é detentora do título de rainha da Suécia com maior tempo de reinado.  O casal se conheceu nos Jogos Olímpicos de Munique em 1972, um ano antes de o rei assumir o trono.  

"Rainha de Katwe" conta extraordinária história real de empoderamento feminino

Anunciaram o noivado em 1976 e se casaram no mesmo ano, marcando o primeiro casamento na família real sueca desde 1797. Tiveram a primeira de seus três filhos e herdeira real apenas um ano após o casamento.

No Brasil, é comum se referirem a ela como a ‘rainha brasileira’ por causa de sua descendência. A rainha Silvia é filha de um empresário alemão com uma brasileira e viveu muitos anos de sua vida no interior de São Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.