"Fiz algo ruim", disse 'Wolverine do mal' a amigo antes de cometer suicídio

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Jed Allen estava foragido após ter supostamente esfaqueado a irmã, Derin Jordon, 6 anos, a mãe, Janet, de 48, e o padrasto

Conhecido como "Wolverine do mal", o jovem de 21 anos suspeito de ter matado a irmã, mãe e o padrasto enviou uma mensagem dizendo "Eu fiz algo muito ruim" antes de se matar, divulgaram as autoridades britânicas nesta terça-feira (26). As informações são do Daily Mail.

Segunda: Suspeito de matar a mãe e a irmã, 'Wolverine do mal' é achado morto

Jed Allen era fã do personagem da Marvel
Reprodução/Youtube
Jed Allen era fã do personagem da Marvel

Jed Allen estava foragido havia 36 horas após ter supostamente esfaqueado até a morte Derin Jordon, de seis anos, sua mãe, Janet, de 48, e o namorado dela, Philip Howard, 44, em Didcot, Oxfordshire, no sábado.

Depois das mortes, ele telefonou para seu melhor amigo, Jordan Dee, para dizer adeus e enviou uma mensagem de texto "profundamente pessoal" para sete outros amigos sobre o que ele tinha feito e pedindo-lhes para ligar para a polícia.

O desaparecimento do jovem tatuado - que idolatrava o personagem do X-Men Wolverine e que tinha obsessão com facas – havia provocado uma busca policial maciça envolvendo até 100 oficiais.

O Caso: 'Wolverine do mal' é suspeito de esfaquear a mãe e a irmã até a morte

Jed Allen é fã do X-Men e postou várias fotos com garras como as de seu personagem favorito, o Wolverine. Foto: Reprodução/InstagramIlse Koch (1906-1967): no período nazista, a 'maldita de Buchenwald' arrancava a pele de prisioneiros e as usava como enfeite em sua casa.. Foto: Wikimedia CommonsRosemary West (1954-): ninfomaníaca, a britânica matou com seu marido mais de 12 pessoas e abusou sexualmente dos próprios filhos. Foto: Reprodução/YoutubeGertrude Baniszewski (1929-1990): babá, ela torturou Sylvia Likens, 16, até sua morte em Indiana, EUA, porque os pais dela atrasaram o pagamento. Foto: Reprodução/YoutubeDorangel Vargas, Venezuela: ele confessou ter matado, até 1999, mais de dez para comer sua carne. As ossadas foram encontradas em Táchira. Foto: Reprodução/YoutubeSara Aldrete, México: seguidora de Adolfo Constanza, ela foi sentenciada em 1994 por vários crimes contra jovens em cultos satânicos. Foto: Reprodução/Youtube

Policiais armados passaram dois dias realizando as buscas pelo suspeito, que já era conhecido da polícia antes dos assassinatos e descreveu a si mesmo como 'solitário' e 'triste'.

Mas a caçada chegou a um impasse dramático quando o corpo de Allen foi encontrado em uma floresta não muito longe do parque da universidade onde as buscas se concentravam. Duas pessoas que passavam pelo local encontraram o corpo do fugitivo pendurado em uma árvore. Ele foi identificado pelas tatuagens de aranha e escorpião em ambas as mãos. Os policiais também encontraram a arma do crime, que eles acreditam ser uma faca, na casa da família em Didcot, Oxfordshire.

O superintendente Chris Ward disse que sua equipe não estava procurando quaisquer outros suspeitos e expressou suas condolências às famílias e amigos das vítimas.

Leia tudo sobre: wolverine do malallenward

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas