Polícia acha dona de cartão perdido após divulgar foto de casamento no Facebook

Por BBC | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Policiais levaram menos de uma hora para encontrar Chelsey Elliot na rede social; post foi compartilhado 700 vezes

BBC

Com a ajuda de usuários do Facebook, a polícia de Clacton, na Inglaterra, conseguiu encontrar em menos de uma hora a dona de um cartão de memória perdido após divulgar a foto de seu casamento na rede social.

Chelsey Elliot/Essex Police
O casal Rikki e Chelsey Elliot: ela ficou muito agradecida pela ação de exposição da polícia

O objeto, que foi entregue aos policiais na sexta-feira (19), continha imagens da cerimônia, realizada no Quênia em 2012, e de uma viagem de férias. A polícia, então, postou as fotos no Facebook e, depois de 45 minutos, conseguiu encontrar os donos do cartão: o casal britânico Rikki e Chelsey Elliot. O post foi compartilhado cerca de 700 vezes.

Leia também:
Médicos salvam recém-nascido de ataque de mãe canibal na China
Piloto sobrevive a segunda queda de avião e pensa em parar de voar nos EUA
De diabo a fezes: veja as comemorações de Natal mais inusitadas do mundo
Surfistas australianos se surpreendem com tubarão penetra em foto
Banqueiro britânico é banido da profissão por não pagar suas passagens de trem

A iniciativa dividiu usuários. Alguns elogiaram o uso das redes sociais para elucidar o caso. Outros, no entanto, criticaram o trabalho de investigação da polícia. "O poder do Facebook sendo usado pela primeira vez por uma boa causa. Parabéns a todos os envolvidos", postou um internauta.

Veja momentos bizarros pelo mundo:

The Headington Shark, Inglaterra: monumento foi criado para homenagear as vítimas da bomba atômica em Nagasaki no 41º aniversário da explosão. Foto: Reprodução/YoutubeSaint on a dead horse, República Tcheca: São Venceslau, que era rei antes de se tornar santo, é quem inspirou estátua de David Cerny. Foto: Reprodução/YoutubePilar Celestial, China: com quase 10 metros, obra se tornou atrativo turístico do Parque Longway Shaman Amusement. Foto: Reprodução/YoutubePorco-Pato de Turku, Finlândia: obra do artista Alvar Gullichsen, monumento representa animal híbrido que é pato de borracha e porco ao mesmo tempo. Foto: Reprodução/YoutubePorco-Pato de Turku, Finlândia: em finlandês, o nome da escultura, Posankka, mescla as palavras porco (possu) e pato (ankka). Foto: Reprodução/YoutubeParque de Esculturas Submarinas Molinere, Caribe: escultor Jason de Caires Taylor criou as obras em cimento, retratando diferentes figuras humanas. Foto: Reprodução/YoutubeManneken Pis, Bélgica: medindo 30 centímetros, a estátua de bronze foi feita por Jerôme Duquesnoy e exposta ao público em 1619. Foto: Reprodução/YoutubeManneken Pis, Bélgica: estátua pode ter sido criada como protesto pela falta de água potável na região muitos anos atrás. Em datas festivas, obra ganha roupa. Foto: Reprodução/YoutubeMan Hanging Out, República Tcheca: obra retrata o psicanalista Sigmund Freud, que parece refletir se deve ou não se jogar de edifício. Foto: Reprodução/YoutubeComedor de Crianças, Suíça: na imagem, ogro come bebê enquanto outros choram ao redor. Obra representa Krampus, criatura folclórica que castiga crianças. Foto: Reprodução/YoutubeCarhenge, EUA: erguida em 1987, obra de Jim Reinders foi construída com carros de verdade. Foto: Reprodução/YoutubeÁrvore-Semáforo, Londres: monumento retrata o excesso de informações da cidade inglesa retratado pelo britânico Peter Vivantin. Foto: Reprodução/YoutubeÁrvore semáfaro, Londres: luzes piscam em sequência aleatória, iluminando a passagem dos pedestres. Foto: Reprodução/YoutubeAgulha de Jan Fabre, Bélgica: Jan Fabre ergueu monumento de 23 metros que mostra besouro sendo espetado por uma agulha gigantesca. Foto: Reprodução/YoutubeAgulha de Jan Fabre, Bélgica: obra pode ser apreciada no pátio da Biblioteca da Historic University, em Leuven. Foto: Reprodução/Youtube

"Não deve ser tão difícil para a polícia achar os donos de um cartão de memória", ponderou outro. "Com uma rápida busca no Google, é possível descobrir quem organizou o casamento deles no Quênia. Estou certo de que essa pessoa teria os contatos do casal", acrescentou ainda mais um.

Em sua conta no Facebook, Chelsey disse estar "muito, muito feliz" e agradeceu a todos que a contataram após o apelo da polícia. "Muitas, muitas pessoas generosas por aí. Muito obrigada a todos", escreveu.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas