Ocorrência foi na cidade de Tuszyn, de 7 mil habitantes; autoridades atacam personagem até por não ter genital

Um parque público na pequena cidade polonesa de Tuszyn, no condado de Łódzki, resolveu banir a presença de um homem vestido como Winnie the Pooh – também conhecido no Brasil como Ursinho Puff – pelo fato de o personagem se vestir de forma inapropriada, sem usar calças. A ocorrência no município de 7 mil habitantes se tornou notícia por seu aspecto bizarro, visto que boa parte dos animais humanizados de Walt Disney usam roupas semelhantes (Tio Patinhas, Pato Donald, entre outros).

Veja como artistas de rua vêm perdendo espaço na Times Square, em NY:

"O problema com esse urso é que ele não tem um guarda-roupa completo. Talvez devessemos criar um personagem baseado em nossos próprios ursos, 'vestidos' da cabeça aos dedos do pé", afirmou o conselheiro municipal Rysard Cichy em entrevista publicada no jornal croata Croatian Times. "Essa nudez parcial é totalmente inapropriada para crianças."

Além da crítica pela falta de calças, autoridades locais também alegam outro problema no personagem: o fato de não possuir órgão genital, o que conotaria "sexualidade dúbia".

"É um hermafrodita", criticou uma das autoridades. "Isso é muito perturbador, mas dá para entender. O criador de Pooh (Alexander Milne) tinha mais de 60 anos e cortou seus testículos do urso com uma lâmina porque tinha um problema com sua identidade", disse a conselheira Hanna Jachimska.

O simpático ursinho em cena de animação recente: personagem atacado por ser hermafrodita
Divulgação
O simpático ursinho em cena de animação recente: personagem atacado por ser hermafrodita


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.