Entre eles estão as bandas que compõem cortejos nos EUA e o ritual budista do Himalaia que esquarteja corpos para abutres

Comunidades budistas do Himalaia buscam inspiração na filosofia para dar adeus aos seus mortos. Por meio do "Funeral Celestial", um membro não budista do grupo esquarteja e dispõe os restos mortais de um ente querido em cordilheira a fim de alimentar abutres. Assim, o corpo do falecido - cuja alma já migrou para outro domínio e por isso perde seu valor - é usado para dar sequência à vida, de acordo com a crença. 

A origem da tradição nasceu a partir da dificuldade em realizar enterros na área, pois o solo no Himalaia é rochoso e congelado. Uma possível cremação seria inviável ou muito cara porque as árvores não crescem nessas grandes altitudes. Conheça outras formas inusitadas de "adeus".


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.