Cheirar pum pode prevenir câncer, ataque cardíaco e demência, diz estudo

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Britânicos até criaram um composto em laboratório que imita os benefícios causados pelo mau cheiro

Um grupo de cientistas da Universidade de Exeter, no Reio Unido, divulgou esta semana a informação de que cheirar pum pode prevenir uma série de doenças, como o câncer. A notícia foi publicada pelo site da revista americana “Time”.

Getty Images
Composto foi batizado de AP39: “Ele tem sido aplicado em pequenas doses às mitocôndrias.”

Embora esses gases possam ser nocivos quando inalados em grandes quantidades, os pesquisadores acreditam que uma cheirada aqui e outra ali tem o poder de reduzir os riscos de câncer, acidentes vasculares cerebrais, ataques cardíacos, artrite e demência.

Leia também: Nigeriano é internado em hospício por ser ateu

Os cientistas estão tão convencidos que decidiram criar em laboratório seu próprio composto capaz de imitar os benefícios do pum. "O sulfeto de hidrogênio, produzido enquanto as bactérias da comida se decompõem no corpo, pode resultar em futuras terapias para uma variedade de doenças ", disse o doutor Mark Wood em um comunicado da universidade.

Já o professor Matt Whiteman, que trabalhou no estudo que será publicado na revista “Medicinal Chemistry Communications”, disse que o composto foi batizado de AP39: “Ele tem sido aplicado em pequenas doses às mitocôndrias.”

Então não esquece: da próxima vez que quiser sair do elevador lotado antes que ele chegue ao seu andar, pense que aqueles minutos de sufoco podem salvar a sua vida!

Confira outros tratamentos para lá de polêmicos:

Lady Gaga gastou R$ 150 mil em 27 carpas japonesas para auxiliá-la no tratamento para diminuir o quadril . Foto: Getty Images/ReproduçãoLuciana Gimenez e seu "lifting do vampiro", já que o sangue da própria pessoa é retirado e é reaplicado na pele do rosto. Foto: ReproduçãoCrianças usam uma espécie de pulmão de aço para trata a poliomielite, em 1937. Foto: ReproduçãoNa década de 20 do século passado, a fisioterapia era feita dentro de máquinas. Foto: ReproduçãoNo século 19, ferimentos faciais eram disfarçados com próteses como essas. Foto: Reprodução


Leia tudo sobre: flatulênciapumcâncerpesquisamundo insólito

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas