Estão na lista campanha da calcinha na Índia, ativistas do beijo no México e sapato lançado contra George W. Bush no Iraque

Em 2012, dezenas de casais se reuniram em frente a uma igreja católica da cidade mexicana de León para protestar contra a prisão de um professor universitário. O grupo repetiu o "crime" pelo qual o homem ficou 12 horas encarcerado: trocou um beijo.

Leia outras notícias do Mundo Insólito 

Manuel Berumen, com então 38 anos de idade, beijou sua mulher na porta da igreja ao deixar a missa de domingo e ouviu críticas de alguns párocos. O casal, que estava acompanhado do filho, foi acusado de crimes contra a moralidade por um juiz, e Berumen acabou detido por quase um dia.  

O Estado de Guanajuato, cuja capital é León, é considerado um dos mais conservadores do México e há recorrentes "crimes" de desrespeito à moralidade. Saiba mais sobre outras manifestações irreverentes realizadas no mundo:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.