Galeria de fotos: conheça os locais onde grandes ícones foram assassinados

Por iG São Paulo

compartilhe

Tamanho do texto

Museu Gandhi Smriti fica na Índia; local chamava Birla House quando Mahatma Gandhi foi morto a tiros, em 1948

Enrolado em seu khaddar, manta branca indiana, Mohandas Karamchand Gandhi, dito Mahatma, atravessou os jardins da Birla House em Nova Délhi, Índia, no entardecer do dia 30 de janeiro de 1948 para rezar. Popular por sua simplicidade e defesa da luta não-armada, o líder da independência indiana logo foi cercado por uma multidão.

Quando menos se esperava, porém, três tiros ecoaram da arma de Nathuram Godse e atingiram o líder religioso, que morreu pouco tempo depois. Preso, Godse acusava Gandhi de enfraquecer o governo indiano ao obrigá-lo a pagar dívidas com o Paquistão. O extremista hindu foi julgado e condenado ao enforcamento.

Logo o jardim de Birla se transformou no Museu Gandhi Smriti, dedicado ao líder religioso e famoso pelas atividades culturais gratuitas. Veja esse e outros locais famosos pela morte de personalidades no mundo. 

Ford's Theatre, EUA: o local onde Abraham Lincoln (1809-1865) foi morto se tornou museu e uma casa de espetáculos em Washington. Foto: Reprodução/YoutubeFord's Theatre, EUA: o então presidente assistia à ópera quando o ator John Wilkes Booth (foto) o matou com um tiro, em 1865. Foto: Reprodução/YoutubeGandhi Smriti, Índia: o memorial, que antes era a Birla House, é dedicado a Mahatma Gandhi (1869-1948) e conta com atividades culturais. Foto: Wikimedia CommonsGandhi Smriti, Índia: Gandhi foi morto a tiros por Nathuram Godse, extremista hindu que se opunha aos ensinamentos do religioso, em 1948. Foto: Reprodução/YoutubeEdifício Dakota, EUA: foi nesse local, na esquina das ruas 72 e Central Park West, em Manhattan, que John Lennon (1940-1980) foi morto. Foto: Wikimedia CommonsEdifício Dakota, EUA: o ídolo foi morto a tiros quando voltava de estúdio por Mark Chapman. Não há memorial no Dakota. Foto: Reprodução/YoutubeTeatro Argentina, Roma: o local foi erguido sobre a possível sala do Senado onde Júlio César (100 a.C.- 44 a.C.) foi esfaqueado. Foto: Wikimedia CommonsTeatro Argentina, Roma: o ditador foi esfaqueado 23 vezes por seus próprios colegas. Foto: Wikimedia CommonsHotel Lorraine, EUA: o antigo hotel se tornou o Museu Nacional dos Direitos Civis após a morte de Martin Luther King Jr. (1929-1968). Foto: Wikimedia CommonsHotel Lorraine, EUA: Martin Luther King Jr. foi assassinado enquanto estava na sacada do hotel. Foto: Wikimedia CommonsCatedral de Cantuária, Inglaterra: igreja abriga um memorial para Thomas Becket (cerca de 1118-1170), arcebispo morto no local. Foto: Wikimedia CommonsCatedral de Cantuária, Inglaterra: Thomas Becket foi atacado por 4 cavaleiros no local, em 1170. Uma grande espada quebrada está em exposição no altar. Foto: Reprodução/YoutubeMuseu sexto andar, EUA: o antigo depósito de livros se tornou um museu dedicado ao assassinato e legado de John F. Kennedy (1917-1963). Foto: Wikimedia CommonsMuseu sexto andar, EUA: Lee Harvey Oswald (foto) atirou no então presidente John F. Kennedy do sexto andar, em 1963. Foto: Wikimedia CommonsSarajevo, Bósnia: Gavrilo Princip disparou contra o arquiduque da Áustria Franz Ferdinand (1863-1914), na calçada de onde agora fica o Museu de Sarajevo. Foto: Wikimedia CommonsSarajevo, Bósnia: o crime cometido por Gavrilo Princip (foto) desencadeou sequência de eventos que culminou na 1ª Guerra Mundial (1914-1918). Foto: Reprodução/Youtube Ballroom Audubon, EUA: a fachada original do antigo teatro foi preservada e funciona, no 2º andar, o Centro de Shabazz, em memória de Malcolm X (1925-1965). Foto: Wikimedia Commons Ballroom Audubon, EUA: Malcolm X foi morto na frente de sua mulher e das filhas em 1965 por membros da Nação do Islã. Foto: Wikimedia CommonsMuseu Casa de Leon Trotski, México: a visita guiada pela antiga casa do comunista russo Leon Trotski (1879-1940) mostra até o diário dele, aberto quando ele foi morto. Foto: Wikimedia CommonsMuseu Casa de Leon Trotski, México: exilado no país após perder batalha política com Josef Stalin, Trotsky foi morto com um picador de gelo, em 1940. Foto: Wikimedia Commons


Leia tudo sobre: gandhilenonassassinatosfamososidolosbeatlesindiaeuainglaterraroteiro

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas