Conheça os criminosos que cometeram canibalismo no mundo

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

'Canibal da Sibéria' comia carne humana cozida com ajuda da mãe e brasileiro vendia empadas com restos mortais em PE

Nos anos 1980, o jovem Alexander Spesivtsev matou sua então namorada e acabou cumprindo pena em instituição psiquiátrica de Kemerovo Oblast, Rússia, onde nasceu, em 1970. Após tratamento, ele foi considerado apto a viver novamente em sociedade e libertado em 1991. No mesmo ano, ele deu início a uma série de crimes que ficaram famosos pelos requintes de crueldade, que incluíam tortura e canibalismo.

Leia mais notícias do Mundo Insólito 

Seus principais alvos eram crianças de rua. Investigações da época apontaram 19 vítimas, mas acredita-se que número chegue a até 80. Ele atraía meninas para áreas afastadas dos grandes centros ou para sua casa e, após cometer os assassinatos, cozinhava os corpos com a ajuda de sua mãe, Lyudmila. 

Conhecido pela mídia como o "Canibal da Sibéria", Spesivtsev continuou a cometer seus crimes até ser capturado, em 1996. Três anos depois, ele foi considerado doente mental por um tribunal russo e internado em um hospital psiquiátrico, onde está até hoje. Lyudmila negou qualquer envolvimento com os assassinatos, mas foi sentenciada a 13 anos por ter sido cúmplice. Conheça outros criminosos canibais ao redor do mundo:

Alexander Spesivtsev, Rússia: 'Canibal da Sibéria' passou a matar em 1991, aos 21 anos. Acredita-se que tenha assassinado 80 mulheres e meninas. Foto: Reprodução/YoutubeAlexander Spesivtsev, Rússia: ele matou principalmente crianças de rua. Alguns dos corpos foram comidos após terem sido preparados em sua casa. Foto: Reprodução/YoutubeFritz Haarmann, Alemanha: de 1918 a 1924, o alemão deixou até 27 mortos, a maioria homens. Corpos eram encontrados com mordidas no pescoço. Foto: Reprodução/YoutubeAntron Singleton, EUA: Big Lurch, como o rapper ficou conhecido, matou sua colega de quarto, Tynisha Ysais, e comeu partes do corpo, em 2002. Foto: Reprodução/YoutubeAntron Singleton, EUA: segundo a polícia, o rapper foi encontrado após o crime sob efeito da droga PCP. Ele estava nu, coberto de sangue, no meio da rua. Foto: Reprodução/YoutubeJarno Elg, Finlândia: em 1998, ele matou uma vítima e comeu partes do corpo com cúmplices em um ritual satânico. Foto: Reprodução/InternetPaulo César Rodrigues dos Santos, Brasil: com 2 cúmplices, ele (C) matou Diosmar Rodrigues de Amorim e comeu parte de seu fígado, em 2011. Foto: Reprodução/InternetEnriqueta Martí, Espanha: envolvida em cultos de magia negra, a mulher nascida em 1868 matou mais de 12 crianças e comeu seus restos mortais. Foto: Reprodução/YoutubeAlbert Fish, EUA: masoquista e pedófilo, Fish estuprou e matou dezenas de meninos e meninas nos anos 1920. Foto: Reprodução/YoutubeAlbert Fish, EUA: Fish foi eletrocutado na cadeira elétrica por seus crimes em 1935 em Nova York. Foto: Reprodução/YoutubeJorge Negromonte da Silveira, Brasil: com a mulher, Isabel, ele matou e recheou empadas com carne humana em Pernambuco. Foram presos em 2012. Foto: Reprodução/YoutubeRudy Eugene, EUA: o 'Zumbi de Miami' foi morto pela polícia após se negar a parar de comer o rosto do morador de rua Ronald Poppo, em 2012. Foto: Reprodução/YoutubeYoo Young-chul, Coreia do Sul: de 2003 a 2004, ele deixou 21 mortos, a maioria prostitutas; 11 tinham marca de canibalismo no fígado. Foto: Reprodução/YoutubeVince Weiguang Li, Canadá: chinês matou um jovem de 22 anos em um ônibus, em 2008. Ele comeu partes do corpo na frente dos passageiros. Foto: Reprodução/YoutubeVince Weiguang Li, Canadá: ele decapitou vítima antes de ser rendido. Chinês está internado em hospital psiquiátrico desde 2009. Foto: Reprodução/YoutubeTsutomu Miyazaki, Japão: tido pela mídia japonesa como 'drácula', ele matou 4 crianças de 4 a 7 anos entre 1988 e 1989. Foto: Reprodução/YoutubeTsutomu Miyazaki, Japão: ele também cometeu necrofilia, canibalismo e ingestão de sangue. Ele foi condenado em 1997 e enforcado em 2008. Foto: Reprodução/YoutubeOttis Toole, EUA: ele confessou ter matado, entre os anos 1970 e 1980, mais de 100 pessoas. Foto: Reprodução/YoutubeOttis Toole, EUA: com seu parceiro e então namorado, Henry Lee Lucas, cometeu canibalismo e estupros. Foto: Reprodução/YoutubeNikolai Dzhumagaliev, União Soviética: estuprou as vítimas e comeu seus músculos. Ficou internado em centro psiquiátrico, mas foi solto em 2001. Foto: Reprodução/YoutubeNicolas Cocaign, França: em 2007, já preso, matou outro preso e comeu seu pulmão. Ele cumpre sentença de 30 anos desde 2010. Foto: Reprodução/YoutubeMoninder Singh Pandher, Índia: empresário e seu empregado foram presos em 2006 acusados de matar e tentar comer crianças na cidade de Noida. Foto: Reprodução/YoutubeLeonarda Cianciulli, Itália: ela deixou três mortos nos anos 1930 e fez sopa com os restos mortais. Ela morreu em asilo prisional em 1970. Foto: Reprodução/YoutubeJosé Luis Calva Zepeda, México: o escritor matou e comeu partes do corpo da namorada em 2006. Ele foi preso e se enforcou na cela em 2007. Foto: Reprodução/YoutubeJohn Bunting e Robert Wagner, Austrália: nos anos 1990, John liderou grupo de extermínio. Seu parceiro foi preso em 2005 por canibalismo. Foto: Reprodução/YoutubeJoachim Kroll, Alemanha: ele começou a matar aos 22 anos, mas passou a cometer canibalismo nos anos 1960, após estuprar crianças. Foto: Reprodução/YoutubeJoachim Kroll, Alemanha: foi preso nos anos 1970 e sentenciado à prisão perpétua. Ficou preso até 1992, quando sofreu um ataque cardíaco. Foto: Reprodução/YoutubeIssei Sagawa, Japão: de família rica, ele foi estudar na França, onde matou, cometeu necrofilia e canibalismo em aluna nos anos 1980. Foto: Reprodução/YoutubeIssei Sagawa, Japão: em 1984, ele foi considerado 'curado' após 5 meses de tratamento psiquiátrico. Livre até hoje, ele se tornou celebridade no país. Foto: Reprodução/Youtube


Leia tudo sobre: brasilrussiacrimesalemanhacanibalismocanibal

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas