Galeria de fotos: Conheça assassinatos misteriosos não solucionados no mundo

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Casos como o da rainha da beleza infantil, morta no porão de sua casa, e de engenheira desaparecida continuam sem solução

JonBenet, de 6 anos, era uma das modelos mirins mais populares dos EUA nos anos 1990. Frequentadora (e vencedora) assídua de concursos de beleza, a loirinha era tema corriqueiro na mídia norte-americana por sua maquiagem forte e trejeitos adultos.

Leia outras notícias do Mundo Insólito

Em 26 de dezembro de 1996, porém, sua morte provocou comoção nacional. Ela foi encontrada no porão de sua casa, no Colorado, com marcas de espancamento e estrangulamento. A princípio, as investigações apontavam como suspeitos os pais da menina, o executivo John e a ex-miss Patsy. Mas eles acabaram inocentados após exames de DNA comprovarem que não havia qualquer indício da participação do casal na morte. Durante muitos anos, as investigações foram arrastadas sem fatos sólidos. 

Uma década após o crime, o professor John Mark Karr, 41 anos à época, veio a público confessar ter matado Jon, alegando que havia drogado a menina e a estuprado. Nova autópsia, no entanto, não apontou vestígios de drogas no corpo da criança e exames psicológicos descartaram Mark como possível autor do crime. O caso foi arquivado. Conheça esses e outros crimes de autoria misteriosa ao redor do mundo:   

JonBenet Ramsey, EUA: eleita rainha da beleza em concurso, a menina tinha 6 anos quando foi encontrada morta a golpes na casa da família, em 1996. Foto: Reprodução/YoutubeJonBenet Ramsey: exame de DNA no local do crime tirou os pais da menina da lista de suspeitos. Criminoso jamais foi capturado. Foto: Reprodução/YoutubeEdison Tsung Chi Hsueh, Brasil: calouro de medicina da USP, 22, morreu afogado em trote em 1999. Caso foi arquivado por 'falta de provas' em 2006. Foto: ReproduçãoElizabeth Short, EUA: aspirante à atriz, Dália Negra, como era conhecida, teve o corpo cortado e jogado em LA, em 1947. Foto: Reprodução/YoutubeEleonor e Edward Wheeler Hall, EUA: casal foi morto dentro de casa e o mistério sobre a autoria do crime dura 92 anos. Foto: Reprodução/New York Daily NewsPatrícia Franco, Brasil: engenheira sumiu em 2008, no Rio. Corpo nunca foi encontrado e carro que ela guiava caiu em canal com marca de tiros. Foto: Reprodução/YoutubeAbby e Andrew Borden, EUA: casal foi morto em sua mansão, em 1982, na Inglaterra. Filha de Andrew, Lizzie, foi inocentada da acusação. Foto: Reprodução/YoutubeOscar Romero, El Salvador: arcebispo foi morto quando celebrava missa em 1980. Relatos apontam atirador de elite como algoz. Foto: Reprodução/YoutubeOlof Palme, Suécia: premiê foi morto a tiros quando saía do cinema com a mulher em 1986. Opositor de regimes como o do apartheid, tinha vários inimigos. Foto: Reprodução/YoutubeCrime da rua Cuba, Brasil: Maria Cecília e Jorge Toufic Bouchabki foram assassinados em casa em 1988. Crime prescreveu em 1999 por falta de provas. Foto: Google Street ViewCrime da rua Cuba, Brasil: Jorginho, filho mais velho do casal assassinado, foi acusado pelo crime. Mas, por falta de provas, foi absolvido em 1992. Foto: Reprodução/YoutubeJack, o Estripador, Inglaterra: o serial killer nunca teve a identidade revelada e deixava cartas após matar suas vítimas em 1888. Foto: Reprodução/YoutubeJack, o Estripador: o assassino matou várias prostitutas na Inglaterra. Foto: Reprodução/YoutubeO Menino na Caixa, EUA: um garoto branco, de 4 a 6 anos, foi encontrado nu, enrolado em cobertor, em caixa perto do metrô da Filadélfia em 1957. Foto: Reprodução/YoutubeO garoto da caixa, EUA: havia hematomas por todo o corpo da criança, inclusive na cabeça. Nunca se soube o nome do garoto. Foto: Reprodução/YoutubeZodíaco, EUA: o serial killer assassinou várias mulheres na Califórnia de 1968 a 69. Apesar de haver suspeitos, ninguém foi condenado. Foto: Reprodução/Youtube


Leia tudo sobre: assassinatos misteriososeuabrasilsueciaeuropaserial killermisterio

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas