Fetiche por pés leva californiano a cometer crime em ringue de patinação

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Funcionário de 19 anos levou até 200 meninos para sala de manutenção para que esfregassem pés em suas mãos e rosto

A polícia tenta identificar as vítimas de um empregado de 19 anos de um ringue de patinação de Los Angeles que, diz, admitiu satisfazer um autodescrito "fetiche por pés" com até 200 meninos.

Leia mais notícias do Mundo Insólito

Julian Christopher Flores recebeu uma acusação de falso aprisionamento e tentativa de ato obsceno por cada um dos casos, informou o Los Angeles Times na quarta. Ele se declarou inocente.

O jornal citou documentos judiciais que mostram Flores admitindo levar até 200 meninos a uma sala de manutenção do Northridge Skateland no período de um ano, remover suas meias e esfregar seus pés nas mãos ou rosto até se excitar.

A declaração de Flores à polícia foi feita depois um dos meninos contar à sua avó sobre um encontro em dezembro na sala de manutenção, de acordo com um mandado de busca apresentado na Corte Superior de Los Angeles.

A avó encontrou a suposta vítima vagando no ringue sem suas meias e patins depois de ela deixar o menino ir sozinho ao banheiro masculino.

Depois do interrogatório de Flores, a polícia apreendeu seu celular e computador e encontrou vídeos em que ele instruiu vários "menores desconhecidos" a retirar suas meias, alegam os documentos judiciais. Em um dos vídeos, um menino pergunta: "Por que você deixaria um menino de 9 anos que você mal conhece colocar os pés na sua cara?"

Flores, que não trabalha mais no local, está livre sob uma fiança de US$ 150 mil. Ele enfrenta uma pena máxima de oito anos se for condenado.

*Com AP

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas