Em alguns países, locais como metrô, trem, piscina, cemitério, rua e até ilha paradisíaca não têm espaço para mais ninguém

País mais populoso do mundo com 1,45 bilhão de habitantes, a China tem problemas de superlotação até para enterrar seus mortos: em cemitérios de Xangai, por exemplo, o preço do metro quadrado chega a custar 75 mil iuans (mais de R$ 21 mil). No Japão, a estação de metrô Shinjuku, considerada a mais lotada do mundo, dispõe até de "empurradores de passageiros" uniformizados para ajudar no embarque de seus cerca de 3,64 milhões de usuários diários.

E o tumulto não fica restrito apenas as regiões orientais do planeta. A norte-americana Times Square, em Nova York, por exemplo, é o local mais visitado do planeta. Recebe anualmente 35 milhões de turistas. A ilha Santa Cruz del Islote, no litoral colombiano, é a mais populosa, com 1.250 habitantes distribuídos em 10 mil metros quadrados, enquanto o Principado de Mônaco é um dos mais densamente povoados do mundo - 30,5 mil habitantes para a área de cerca de 1,95 km².

Confira esses e outros locais abarrotados de gente pelo mundo:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.