Mulher é presa por não devolver fita de vídeo há nove anos nos EUA

Por BBC Brasil | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Kayla Finley alugou o filme 'A Sogra', com Jennifer Lopez, em 2005, e não devolveu. Ela espera por julgamento em prisão

BBC

A americana Kayla Finley, de 27 anos, foi presa no Estado da Carolina do Sul (sudeste do país) por atrasar em nove anos a devolução de uma fita de vídeocassete alugada.

Acidente: Pastor dos EUA que manipulava cobras morre após picada de cascavel

Reprodução/Pickens County Sheriffs Office
Kayla Finley foi presa por atrasar, em nove anos, devolução de fita de vídeo, na Carolina do Sul, EUA

Leia mais notícias do Mundo Insólito

Ela foi à delegacia denunciar um crime na última quinta-feira e, ao chegar lá, encontrou um pedido de prisão em seu nome emitido em 2005, quando tinha 18 anos. Naquela época, Finley alugou uma cópia do filme A Sogra, estrelado por Jennifer Lopez e Jane Fonda, e nunca mais a devolveu.

Os registros da polícia confirmam que Finley foi mantida por uma noite na delegacia. Ela foi formalmente acusada de "não devolver uma fita cassete" e será julgada em uma data futura ainda não definida.

"Com certeza lutarei contra isso", disse ela à emissora de TV local Fox Carolina.

'Acusação falsa'

De acordo com a emissora, Finley ficou "chocada e revoltada" com sua prisão. A polícia afirma que várias notificações de atraso foram enviadas a ela, mas que Finley não as recebeu porque mudou de endereço desde então.

No entanto, na página da Fox Carolina no Facebook, ela escreveu: "Fui à delegacia prestar queixa por assédio e perseguição. Nunca recebi uma notificação relativa a esse vídeo. Se tivesse recebido, teria cuidado disso imediatamente. Essa é uma acusação falsa e todos sabem disso." Seu comentário recebeu o apoio de outros usuários da rede social.

"Kayla, isso é totalmente ridículo!", disse Latisha Hensley, que também vive na Carolina do Sul. "Que desperdício de tempo e dinheiro."

Lançado em 2005 e dirigido por Robert Luketic, o filme A Sogra foi mal avaliado por críticos.

Leia tudo sobre: prisaofita de videofilmenao devolucaomulher

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas