Apresentador da BBC se infecta com vermes para mostrar reação em documentário

Por BBC Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Mosley ingeriu ovos de tênia e microcâmera do tamanho de um comprimido para filmar 'eventos' no intestino

BBC

O médico e apresentador da BBC Michael Mosley se infectou com vários parasitas para compreender como eles afetam o corpo humano. Mosley engoliu ovos de tênia, colocou uma sanguessuga no braço e tentou se infestar de piolhos, tudo para demonstrar os efeitos para um documentário da BBC.

Leia todas as notícias do Mundo Insólito

BBC/Nathan Williams
Michael Mosley conseguiu desenvolver três tênias no intestino

Os vermes viveram no corpo dele por várias semanas sem causar problemas de saúde. Amostras de fezes coletadas em exames realizados durante a infestação serão usadas por cientistas para estudar os sinais da infecção pelo parasita.

Não é a primeira vez que Mosley resolve se transformar em "campo de testes" de seus experimentos. Ele já tomou o "soro da verdade", experimentou cogumelos alucinógenos e se submeteu à dieta do jejum, tudo para verificar os efeitos no próprio corpo.

Descoberta

Nessa última experiência, Mosley ingeriu três ovos de tênia obtidos de vacas infestadas no Quênia.

Semanas depois, o médico e apresentador engoliu uma microcâmera do tamanho de uma pílula, que passou pelos intestinos e transmitiu as imagens para um iPad.

Com as imagens, Mosley descobriu três vermes, de cerca de um metro cada um, presos à parede de seu intestino.

"Quando vi os vermes pela primeira vez, estava em um restaurante indiano. Gritei: 'Caramba! Tem uma tênia em mim!' Os outros clientes pareciam muito surpresos", disse Mosley bem-humorado.

"Fiquei contente mas, ao mesmo tempo, foi horrível. Minha esposa também não aprovava a ideia. Mas eu disse para ela não se preocupar, esse tipo de tênia é relativamente inócuo", acrescentou.

A tênia, nesse caso, uma Taenia saginata, pode ser transmitida de bovinos para humanos através da carne infectada. No intestino, o verme pode chegar a ter dez metros de comprimento; ele se reproduz ao espalhar mais ovos através das fezes.

A infestação em geral não apresenta sintomas claros e Mosley não relatou efeitos óbvios - a não ser o fato de ter engordado um quilo. "Pode ser que o parasita tenha aumentado o meu apetite. Comi muito chocolate", afirmou.

"Ou seja, qualquer um que esteja pensando em se infectar com parasitas para perder peso é melhor pensar duas vezes", acrescentou.

Apesar de parecer uma ideia absurda, existem cada vez mais evidências de que os parasitas podem trazer efeitos benéficos para a saúde em certos casos.

Eles estão sendo analisados para uso em tratamentos de alergias e doenças autoimunes, pois os parasitas parecem atenuar as respostas dos corpo a inflamações.

Mosley sofria de um caso mais leve de febre do feno (reação alérgica ao pólen de determinadas plantas), mas ficou decepcionado ao descobrir que os vermes não fizeram diferença nos sintomas do problema.

Sintomas precoces

Ao documentar suas experiências, o médico e apresentador espera ajudar cientistas da Universidade de Salford, em Manchester, que estão tentando identificar sintomas precoces de infestação por vermes.

"Existem outras tênias que são muito ruins para humanos, especialmente a transmitida por suínos. Pode ir parar no seu cérebro e olhos", diz.

Se os cientistas conseguirem detectar as infecções a tempo, têm mais chances de tratar os pacientes. Mas, na maioria dos casos, a primeira pista da presença dos vermes só ocorre muito mais tarde, com a detecção de ovos nas fezes da pessoa infectada, por exemplo.

No programa, que será transmitido na Grã-Bretanha neste mês, Mosley também tentou se infestar com piolhos. "Não fui bem-sucedido - eles não pegaram em mim", disse.

O médico e apresentador afirmou que a principal conclusão de suas experiências é que "parasitas, em geral, não são loucos por mim". Outra conclusão de Mosley: não tente isso em casa. "Não recomendaria comprar algo na internet e se infectar. Vai saber por onde (o verme) passou", disse.

Leia tudo sobre: experimentovermesparasitastêniasanguessugas

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas