Mumbai: os extremistes haviam estocado armas num dos hotéis

Os islamitas responsabilizados pelos atentados terroristas simultâneos em Mumbai, oeste da Índia, haviam feito com antecedência um estoque de armas e explosivos num dos hotéis que tinham como alvo, informou um funcionário indiano de alto escalão à AFP.

AFP |

O Intelligence Bureau, o serviço indiano de informação interior, deteve um extremista identificado como Abu Islami que reservou um quarto no hotel Oberoi/Trident onde chegou quatro dias antes de outros membros do grupo desembarcarem em Mumbai por mar, explicou.

"Ele chegou bem antes da chegada por navio de outros terroristas", declarou este dirigente do Intelligence Bureau que preferiu não ter o nome divulgado.

"Simplesmente, usou o quarto do hotel para armazenar os explosivos", entre eles 40 granadas, "e armamentos, para uma ação de longo prazo", acrescentou. Segundo a fonte, cartões de crédito e uma carteira de identidade expedida pelas Ilhas Maurício, no Oceano Índico, foram apreendidas num quarto ocupado pelo extremista detido.

Segundo uma contagem ainda provisória, pelo menos 130 pessoas foram mortas e mais de 370 feridas nos ataques a Mumbai.

pc/sas/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG