Multimilionário é acusado de fraude de US$ 8 bilhões nos EUA

A justiça americana congelou os bens de um financista texano, Robert Stanford, acusado pelo organismo regulador da bolsa americana, US Securities and Exchange Commission, SEC, de montar uma fraude de US$ 8 bilhões em produtos financeiros, prometendo rendimentos excepcionais.

AFP |

Segundo a SEC, a firma Stanford International Bank, com sede na ilha de Antigua, vendeu 8 bilhões de dólares em certificados de depósito.

O fundo havia prometido aos investidores "taxas de juros improváveis e não justificadas", que teriam permitido ao banco obter lucros sobre os investimentos durante 15 anos, alega a SEC.

Este caso de fraude é o mais importante revelado nos Estados Unidos desde a prisão, em dezembro, do financista nova-iorquino Bernard Madoff, acusado de ter montado um esquema de US$ 50 bilhões.

Leia mais sobre fraude financeira

    Leia tudo sobre: fraude financeira

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG