Multimilionário australiano criará 50 mil empregos para aborígines

Sydney - O homem mais rico da Austrália e magnata da mineração, Andrew Forrest, apresentou um plano para criar 50 mil postos de trabalho para aborígines.

EFE |

O primeiro-ministro australiano, Kevin Rudd, garantiu que seu governo apoiará a proposta de Forrest, que envolverá centenas de empresas, e tem um prazo de desenvolvimento de dois anos.

Os aborígines poderão assistir a cursos de formação profissional do Estado, que lhes habilitarão a ocupar seus postos de trabalho nas empresas.

O líder aborígine Noel Pearson manifestou hoje à cadeia de rádio "ABC" seu apoio ao projeto, dado que, pela primeira vez, a "formação estará vinculada a postos de trabalho reais".

As autoridades australianas se comprometeram a redigir um plano detalhado junto com Forrest para levar a cabo o projeto, e apresentá-lo antes do fim de 2008.

A Austrália tem uma população de 21 milhões de habitantes, dos quais cerca de 450 mil são aborígines.

Leia mais sobre: Aborígenes

    Leia tudo sobre: austrália

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG