Multidão mistura sagrado e profano para ver o papa em estádio

Por Andy Sullivan WASHINGTON (Reuters) - Um homem solitário acenou da boca do vestiário do novo estádio de Washington, atraindo a veneração dos 46 mil presentes como se tivesse feito uma jogada antológica. Era o papa Bento 16, que segurava um cajado dourado em vez de um bastão de beisebol.

Reuters |

Esse novo templo do esporte na capital dos EUA custou 611 milhões de dólares. Na quinta-feira, um belo de dia primavera, o fraco time da casa, o Nationals, deu espaço para peregrinos católicos que misturavam rituais sagrados e profanos para ver seu líder máximo.

'Isso abençoa o estádio. Torcemos que os Nats ganhem mais jogos', disse Judy Guy, habitante da vizinha Arlington, na Virginia.

O Nats perdeu 11 de seus 15 jogos e está em último lugar na tabela, para desânimo da torcida. 'Provavelmente você não vai ver uma multidão desse tamanho no estádio tão cedo', disse Jamie Charles, de Burke, Virginia.

Assim como a torcida que lotou o estádio na sua inauguração, em 31 de março, os fiéis elogiaram o campo de visão e disseram que o Nationals Park é bem melhor que o Memorial Stadium, em Baltimore, onde João Paulo 2o celebrou missa em 1995.

'É muito mais intimista e sagrado', disse Mary Ann Woltz, de Selingsgrove (Pensilvânia), que comia um cachorro-quente enquanto padres distribuíam a hóstia perto dali.

O estádio precisou passar por uma certa maquiagem para atenuar sua atmosfera comercial. Um enorme selo pontifício cobria a base dos rebatedores, e o altar dourado e branco foi colocado no meio do campo.

Bandeiras dos EUA encobriam os outdoors, e os telões mostravam símbolos da Igreja em vez dos habituais anúncios de cerveja e seguradoras.

Quem pagou 300 dólares pelos melhores lugares, atrás da base principal, teve a rara visão de um campo de beisebol cheio de plantas dentro de vasos.

Mas a atmosfera do jogo não estava completamente ausente.

Os fiéis bebiam Coca-Cola, comiam amendoim e aplaudiam nos momentos mais importantes. Enquanto Bento 16 preparava a comunhão, o cheiro de pizza tomava a arquibancada superior.

Crianças pulavam ao se verem no telão, que também transmitiu comentários após o evento. Havia longas filas nas barracas de souvenirs, onde camisetas, sacolas e bonés eram os itens mais procurados.

No domingo, o papa celebra missa no estádio Yankee, em Nova York, a casa de um dos melhores times de beisebol dos EUA.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG