Multidão mata 4 pessoas acusadas de bruxaria na Índia

Gauhati, Índia - Quatro membros de uma família foram mortos por uma multidão enraivecida que os acusou de bruxaria numa remota área do nordeste da Índia, disseram os moradores e a polícia local nessa quarta-feira.

AP |

As acusações começaram quando um morador da vila morreu na semana passada depois de consumir uma medicação de ervas dada pela família, praticante de medicina tradicional, disse Bhaben Kumar, morador da vila vizinha Koilajuli, 260 quilômetros a noroeste de Gauhati, capital do Estado de Assam.

Diversas pessoas da região convidaram o homem, a mulher, seu filho e nora para uma reunião de moradores na terça-feira, onde foram agredidos com paus e pedras até que desmaiaram, disse Kumar.

Os quatro foram então colocados numa vala e cobertos com lama, disse a polícia.

Seus corpos foram removidos na noite de terça-feira e enviados para autópsias, afirmou o chefe de polícia Kulo Saikia na quarta-feira.

Nenhuma prisão foi realizada até o momento e a polícia continua a investigar as mortes, disse Saikia.

Apesar do considerável progresso econômico dos últimos anos, grande parte da região rural da Índia permanece imersa em superstições.

Muitas pessoas continuam a acreditar em magia negra e dezenas morrem em linchamentos pela prática de bruxaria todos os anos.

Leia mais sobre: Índia

    Leia tudo sobre: índia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG