Multidão agride e humilha suposto trio de prostitutas no Paquistão

Islamabad, 29 set (EFE).- Três mulheres foram detidas depois que uma multidão de uma pequena cidade do Paquistão agrediu e obrigou o trio a caminhar nu por se prostituir, informou à Agência Efe uma fonte policial.

EFE |

Na segunda-feira, no povoado de Jambarkalan, na província paquistanesa de Punjab (lestes), quase 200 pessoas invadiram a casa de uma mulher.

Segundo Ajmal Khan, da Polícia do distrito de Kasur, o local era usado para a prática de prostituição e a dona do imóvel havia arranjado programas entre duas supostas prostitutas e dois homens.

Estes últimos fugiram quando perceberam que a multidão se aproximava da casa.

As três mulheres foram agredidas pelos habitantes do povoado e obrigadas a caminhar nuas em frente da multidão.

"Todo mundo dizia conhecer o negócio ao qual estas mulheres se dedicavam. Algumas pessoas as agrediram e tiraram as roupas delas (...). A princípio, não permitiram que a Polícia se aproximasse", declarou o policial.

Segundo o jornal paquistanês "Dawn", as vítimas negaram as acusações e disseram que foram atacadas por causa de uma disputa com o chefe administrativo do distrito, Ilyas Khanzada. Segundo as mulheres, ele quer ocupar o imóvel de maneira ilegal e planejou o ataque.

A Polícia autuou as três mulheres por administrarem um bordel.

Porém, não tomou nenhuma medida contra os que as agrediram e humilharam em público. EFE igb/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG