Mulheres protestam contra violência de gênero na Guatemala

Guatemala, 8 mar (EFE).- Milhares de pessoas protestaram hoje na capital guatemalteca para pedir o fim da violência de gênero no país, um crime que, só nesse ano, já matou 75 mulheres.

EFE |

Ativistas, estudantes, profissionais, feministas, trabalhadoras e donas de casa participaram de uma grande manifestação por ocasião do Dia Internacional da Mulher, em um ato no qual percorreram o centro histórico da capital guatemalteca.

"Não mais violência" e "Igualdade, justiça e paz", entre outras, eram as frases escritas nos cartazes das manifestantes.

Segundo Sandra Morán, dirigente do Setor de Mulheres, uma coalizão que reúne cerca de dez organizações que zelam pelos direitos femininos, "o Estado se transformou no principal cúmplice dos assassinos de mulheres", ao não perseguir os responsáveis e levá-los à justiça.

A cultura machista que persiste na sociedade guatemalteca é, segundo especialistas, a principal fonte de violência dos homens para com as mulheres.

Nos últimos cinco anos, o número de mulheres assassinadas na Guatemala aumentou consideravelmente, totalizando sete mil no período. EFE ca/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG