têm mais pesadelos que homens , diz pesquisa - Mundo - iG" /

Mulheres têm mais pesadelos que homens , diz pesquisa

As mulheres têm mais pesadelos e mais sonhos emotivos do que os homens, segundo pesquisadores britânicos. Em um estudo conduzido por cientistas da University of the West of England, 170 voluntários tiveram de registrar seus sonhos mais recentes.

BBC Brasil |

Dezenove por cento dos homens afirmaram ter tido pesados, comparados com 30% das mulheres.

A pesquisadora Jennifer Parker disse que não houve diferença no número total de sonhos registrados por homens e mulheres.

Outros estudos já mostraram que as mulheres tendem a ter um sono mais interrompido do que os homens.

Um fator que pode estar por trás disso são as mudanças que acontecem na temperatura do corpo da mulher durante o ciclo menstrual.

Segundo Parker, já era sabido que mulheres têm sonhos mais vívidos e perturbadores antes da menstruação.

"O resultado consistente registrado nesta pesquisa foi que as mulheres têm sonhos mais desagradáveis do que homens", disse Parker.

Traumático
As mulheres que participaram do estudo registraram mais sonhos sobre eventos traumáticos, como a perda de uma pessoa querida.

"Em termos de processar a informação emocional, as mulheres têm mais tendência a levar problemas não resolvidos para o seu sono", afirmou Parker.

Chris Idzikowski, diretor do Edinburgh Sleep Centre, disse não ter ficado surpreso com o fato de a pesquisa ter revelado uma diferença entre homens e mulheres, mas afirmou que é difícil saber se as mulheres estão mesmo tendo mais pesadelos ou simplesmente se lembrando melhor deles.

"O sono das mulheres tende a ser mais interrompido, e elas têm mais insônia. E o fato de elas acordarem com mais freqüência pode fazer com que elas se lembrem mais do sonho. Mas também pode ser que o sono interrompido esteja contribuindo para o aumento de uma sensação de medo", afirmou.

Idzikowski disse que pesadelos são provavelmente muito mais comuns do que as pessoas percebem já que são, geralmente, rapidamente esquecidos.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG