Mulher-bomba mata 18 peregrinos xiitas no Iraque

Dezoito pessoas morreram e 75 ficaram feridas em um atentado suicida praticado por uma mulher contra peregrinos xiitas em Iskandariyah, no sul da capital iraquiana, Bagdá, nesta quinta-feira. Milhares de peregrinos xiitas estão viajando para a cidade sagrada de Karbala, que fica mais ao sul, onde será realizado um grande festival religioso xiita no fim-de-semana, para comemorar o nascimento do Imã Mahdi.

BBC Brasil |

Segundo uma testemunha, mulheres faziam o jantar e crianças brincavam quando a explosão ocorreu.

Apesar disso, violência na região vinha diminuindo com o aumento da presença militar americana.

Forças britânicas
Em outros desdobramentos, o comandante das forças britânicas no Iraque, general Barney White-Spunner, disse que a segurança em Basra, no sul do país, melhorou tanto que pode haver uma grande redução no número de soldados da Grã-Bretanha estacionados na região no ano que vem, disse o correspondente da BBC, Rob Watson.

Segundo White-Spunner, cristãos e sunitas estão voltando à cidade graças a uma ofensiva liderada por iraquianos contra grupos militantes xiitas em Basra em meados deste ano.

O general se disse confiante de que as milícias não voltarão à ativa, mas o Ministério da Defesa da Grã-Bretanha afirmou que ainda é cedo demais para discutir a dimensão da retirada de tropas do Iraque.

No momento há cerca de 4 mil soldados britânicos no Iraque.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG