Mulher-bomba deixa 41 mortos e 106 feridos no Iraque

Um ataque de uma mulher-bomba contra peregrinos xiitas deixou nesta segunda-feira pelo menos 41 mortos e 106 feridos no norte de Bagdá.

iG São Paulo |

AP
Mulher carrega filho de dois anos ferido no ataque

Mulher carrega filho de dois anos ferido no ataque

Segundo o Ministério do Interior, a terrorista detonou os explosivos que carregava junto ao corpo ao lado de um grupo de xiitas no bairro de Bab al-Sham, onde participavam das comemorações do Arbain, que marca o fim dos 40 dias de luto guardados pela morte do imã Hussein.

"O balanço mais recente é de 41 mortos e 106 feridos no ataque, que foi executado por uma mulher-bomba", afirmou uma fonte ministerial, que destacou a presença de muitas crianças e mulheres entre as vítimas. O ataque ocorreu durante uma etapa na peregrinação na qual os viajantes recebem bebidas.

Alguns feridos estão em estado grave, afirmaram as fontes, que não descartaram a possibilidade de que o número de vítimas aumente.

Nos últimos dias, centenas de milhares de fiéis xiitas vêm de diferentes partes do Iraque para a cidade de Karbala, a 110 quilômetros ao sul de Bagdá, para participar da festa do Arbain.

AP
Centenas de milhares participam de peregrinação

Centenas de milhares participam de peregrinação

Em 5 de fevereiro celebrarão o 40º dia da morte de Hussein, neto de Maomé e filho de Ali, morto no ano 680 pelas tropas do califa Yazid em uma batalha no deserto de Kerbala.

No domingo, três caravanas xiitas que deixavam Bagdá rumo a Karbala foram atacadas, deixando dez feridos, segundo o Ministério do Interior.

As mortes violentas no Iraque em janeiro chegaram a 196, praticamente a mesma quantidade registrada em janeiro de 2009 (191), segundo dados oficiais anunciados no domingo.

Leia mais sobre Iraque

    Leia tudo sobre: ataqueiraque

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG