ROMA - Uma mulher tentou no final da Missa do Galo saltar uma cerca colocada no centro da Basílica de São Pedro e se aproximar do papa, mas foi impedida por um agente das forças de segurança do Vaticano, órgão que não deu importância ao fato e assegurou que em nenhum momento Bento XVI correu perigo.

A ocorrência, segundo afirmam, nesta quinta-feira, os meios de comunicação italianos, ocorreu quando o Pontífice deixava o templo vaticano, após rezar na madrugada desta quinta a tradicional Missa do Galo.

Uma mulher que se encontrava por trás de uma das duas cercas colocadas no centro da basílica, e que protegem o corredor pelo qual passa a procissão presidida pelo Pontífice, tentou pular a proteção.

Foi, no entanto, imediatamente impedida por um agente de segurança do Vaticano. Bento XVI e os religiosos que o acompanhavam se deram conta das intenções da mulher, segundo as mesmas fontes, que acrescentaram que o fato foi captado por uma câmera de TV.

Leia mais sobre: Papa - Missa do galo

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.