Mulher suspeita de enviar pacotes explosivos aos EUA é presa

Detenção ocorreu em Sanaa, no Iêmen. Não há informações sobre a identidade da suspeita

iG São Paulo |

A polícia do Iêmen prendeu neste sábado, em Sanaa, uma mulher suspeita de ter enviado aos Estados Unidos dois pacotes com material explosivo. A prisão foi divulgada pouco depois que o presidente iemenita, Ali Abdala Saleh, anunciou que a casa da suspeita estava cercada.

Não há informações sobre a identidade da suspeita, mas o presidente do Iêmen informou que ela foi descoberta pelos serviços de inteligência americanos, a partir de um número de telefone que ela havia deixado com a empresa de envio de cargas.

"O Iêmen está determinado a continuar a lutar contra o terrorismo e a Al Qaeda e a cooperar com seus parceiros. Mas não queremos que ninguém interfira com os negócios do Iêmen para caçar os integrantes de Al Qaeda", disse Saleh em uma rápida aparição para aos jornalistas, que não puderam fazer perguntas.

Nesta sexta-feira foram localizados e desativados dois pacotes-bomba em aviões de carga, um no aeroporto britânico de East Midlands, a bordo de um avião da empresa UPS, e o segundo em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, em um contêiner da companhia FedEx, a bordo de outro avião. O destino das bombas eram duas sinagogas de Chicago, nos Estados Unidos. Tanto autoridades dos Estados Unidos com dos Emirados Árabes apontaram que a Al Qaeda está por trás do atentado fracassado. Os países envolvidos também acreditam que os pacotes interceptados poderiam ter sido detonados.

    Leia tudo sobre: bombasIêmenexplosivoseuaterrorismocaote-suspeito

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG