localizada na semana passada, levava uma vida normal com as duas filhas que supostamente teve com seu sequestrador, afirmam testemunhas." / vida normal , segundo testemunhas - Mundo - iG" / localizada na semana passada, levava uma vida normal com as duas filhas que supostamente teve com seu sequestrador, afirmam testemunhas." /

Mulher sequestrada em 1991 e suas duas filhas tinham vida normal , segundo testemunhas

LOS ANGELES - Jaycee Lee Dugard, a jovem sequestrada em 1991 e que foi http://ultimosegundo.ig.com.br/bbc/2009/08/27/policia+dos+eua+acredita+ter+encontrado+sequestrada+ha+18+anos+8117919.html target=_toplocalizada na semana passada, levava uma vida normal com as duas filhas que supostamente teve com seu sequestrador, afirmam testemunhas.

Redação com agências internacionais |

As meninas, de 11 e 15 anos, frequentavam festas de aniversário e eram fãs da série infantil "Hannah Montana", disse ao canal de notícias "CNN" Cheyvonne Molino, amiga dos suspeitos do caso.

"A imprensa fez parecer que estas meninas viviam como lobos ou crianças da selva em uma espécie de masmorra. Pode ser que fosse assim, mas não me davam essa impressão", apontou Molino, ao dizer que Phillip Garrido, um dos dois supostos sequestradores, se referia às meninas como Starlet e Angel. "Eram educadas, tinham boas maneiras", disse Molino.


Jaycee teria morado por 18 anos em barracões
no jardim da casa de Garrido, segundo relatos da imprensa/ AP

Sequestrada há 18 anos, Dugard ajudava Garrido a administrar uma pequena gráfica em sua casa na cidade de Antioch, ao leste de San Francisco, onde os clientes a conheciam pelo nome de Allissa.

"Sempre tinha um sorriso na cara", disse Deepal Karunaratne, um dos clientes da gráfica. "Era uma menina muito bonita", acrescentou.

Ben Daughdrill, outro cliente assíduo, apontou que nada chamava a atenção no negócio e que Dugard sempre teve acesso a um telefone e a um computador na loja.

"Obviamente algo acontecia que ainda não sabemos", disse Daughdrill em alusão às razões pelas quais Dugard, hoje de 29 anos, nunca denunciou os fatos.

Garrido, de 58 anos, e sua esposa Nancy, de 54, que se declararam inocentes, foram acusados na semana passada por estupro, atentado ao pudor e sequestro com fins sexuais contra Dugard, que tinha 11 anos quando foi raptada na cidade de South Lake Tahoe diante de seu padrasto.


Imagem de arquivo de Jaycee Lee Dugard antes do rapto em 1991

Leia mais sobre Jaycee Lee Dugard

    Leia tudo sobre: abuso sexualseqüestro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG