Mulher que matou banqueiro durante sessão sadomasoquista condenada a 8 anos

GENEBRA - O tribunal criminal de Genebra condenou nesta quinta-feira a francesa Cecile Brossard a 8 anos e seis meses de prisão pelo assassinato de seu amante, o banqueiro Edouard Stern, morto com quatro tiros à queima-roupa durante uma sessão sadomasoquista.

Redação com agências internacionais |

O júri enfatizou o caráter particularmente covarde do crime cometido em fevereiro de 2005, mas levou em conta o alegado arrependimento da acusada e a relação tumultuada que mantinha com a vítima.

A promotoria havia pedido 11 anos de prisão. Brossard poderá sair em liberdade condicional no final de 2010, já que cumpriu quatro anos de prisão preventiva.

Stern, dono de uma das maiores fortunas da França, era divorciado e tinha três filhos adolescentes, enquanto Brossard era casada com um médico herbalista suíço.

Entenda o caso

A ex-garçonete e ex-balconista francesa Cécile Brossard, de 40 anos, confessou ter disparado quatro tiros contra o bilionário, então com 50 anos, depois que ele fez um comentário sobre o fato de ela exigir US$ 1 milhão dele. Desde 2001, os dois mantinham um caso qualificado pela imprensa suíça como "passional e tumultuado".

Semanas antes do crime, o banqueiro havia aberto uma conta com US$ 1 milhão para a amante, mas resolveu bloqueá-la dias depois.

No encontro que culminou com a morte de Stern, o assunto voltou à tona entre o casal. Brossard contou à polícia que, após terem feito sexo, o bilionário teria dito que "US$ 1 milhão era muito para pagar a uma prostituta".

Segundo ela, a frase ressonou como uma "explosão" em sua cabeça, e por isso, ela pegou uma pistola de Stern e disparou contra ele. O banqueiro foi encontrado morto no dia seguinte, vestindo um macacão de látex.

Brossard apenas confessou o assassinato duas semanas depois, período no qual a imprensa suíça especulou sobre o envolvimento de mafiosos e de sócios de Stern no crime.

* Com AFP

Leia mais sobre Edouard Stern

    Leia tudo sobre: sadomasoquismo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG