Mulher que ficou nua na Bolívia consegue ser mandada de volta para o Brasil

LA PAZ (BOLÍVIA) - A jovem brasileira Juliana Lima, que na segunda-feira escandalizou a cidade de boliviana de Santa Cruz de la Sierra ao ficar nua junto a um monumento a Jesus Cristo, conseguiu hoje seu objetivo de ser mandada de volta para o Brasil.

EFE |

O chefe de Inspeção do escritório de migração de Santa Cruz, Rubén Orozco, disse à Agência Efe que Juliana, de aproximadamente 25 anos, também recebeu apoio do consulado brasileiro e agora viajará para Belo Horizonte, onde vive sua mãe, com quem falou nesta terça-feira.

Ontem, por duas vezes, a jovem tirou a roupa junto ao Cristo Redentor de Santa Cruz, para forçar as autoridades bolivianas a deportem-na para o Brasil, já que não tinha documentos nem dinheiro para permanecer na Bolívia.

Juliana passou vários meses no país em situação irregular enquanto, sem sucesso, procurava o pai, de nacionalidade boliviana.

Hoje, finalmente, a brasileira foi levada de trem por dois guardas até a fronteira com seu país.

Orozco explicou que a jovem não foi deportada, já que não cometeu crime algum, apenas protagonizou um escândalo público.

As redes de TV bolivianas exibiram hoje várias imagens de oito meses atrás nas quais a jovem aparece tirando a roupa para conseguir ser mandada de volta para o Brasil.

    Leia tudo sobre: bolívia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG