Mulher que envenenou amante é condenada em Londres

Uma mulher que assassinou o amante e tentou matar a noiva dele ao envenenar o prato do casal foi condenada nesta quarta-feira na Grã-Bretanha. Lakhvir Singh, de 45 anos, mantinha uma relação extraconjugal com Lakhvinder Cheema há 16 anos.

BBC Brasil |

Mas, em novembro de 2008, ele ficou noivo de outra mulher, Gurjeet Choongh.

Cheema e Choong, que iriam se casar neste mês, foram internados em janeiro de 2009 após terem comido o resto de um prato indiano que estava guardado na geladeira da casa dele, na zona oeste de Londres.

Horas depois, ele morreu e ela ficou em coma por dois dias por ter ingerido acônito da Índia - uma planta conhecida em alguns lugares como "a rainha dos venenos".

Singh, que é mãe de três filhos, foi absolvida de tentar matar a mulher, Gurjeet Choongh, mas considerada culpada por causar-lhe ferimentos graves.

Ciúme
Durante o julgamento foi afirmado que Singh teria ficado com ciúmes do amante e suportava a ideia de que ele se casaria com outra mulher.

Logo depois do anúncio sobre o noivado, ela viajou para a Índia e voltou três semanas depois. O envenenamento ocorreu uma semana depois da chegada dela a Londres.

Durante a investigação, a polícia londrina identificou resquícios do veneno acônito entre ervas encontradas na bolsa e no bolso do casaco de Singh.

"Talvez ciúmes, raiva e vingança todos tiveram um papel na decisão de Singh de envenenar os dois usando um veneno extremamente tóxico e mortal, possivelmente trazido especialmente da Índia", disse o procurador Edward Brown.

Depois de ter sido presa, Singh tentou culpar o cunhado, Varinder, pela morte do amante.

Mas um inquilino que dividia a casa com Cheema disse que viu a mulher retirar o pote com a comida da geladeira no mesmo dia do envenenamento.

Sensação
Cheema disse que o casal começou a passar mal enquanto discutia planos para o casamento.

Segundo ela, o noivo disse que não estava se sentido bem e que não conseguia sentir o rosto.

Depois de tomar um banho, ela também começou a sentir os mesmos sintomas.

"Eu estava sentindo a mesma coisa, tudo estava ficando escuro, comecei a me sentir tonta. Era difícil conseguir ficar de pé e meu estômago estava doendo", disse ela.

Cheema suspeitou que o casal havia sido envenenado e chamou uma ambulância, dizendo " alguém nos envenenou, ela é minha ex-namorada".

Choong disse que a última coisa da qual se lembra era estar sentada no hospital antes de ser colocada em um coma por dois dias enquanto os médicos lhe deram antídoto para o veneno.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG