Mulher que criou Benicio del Toro morre de ataque cardíaco

San Juan, 3 out (EFE) - A mulher que criou o ator porto-riquenho Benicio del Toro desde que o astro perdeu a mãe, quando era criança, morreu na quinta-feira à noite aos 85 anos, informou hoje a imprensa local. Hoje foram publicadas várias notas sobre a morte Sarah Torres Peralta, vítima de um enfarte. O corpo dela será levado hoje ao Colégio de Advogados de Porto Rico, em San Juan, onde o presidente e ex-presidentes da instituição o velarão em uma guarda de honra.

EFE |

Entre as notas está uma assinada por "Gusti" (Gustavo del Toro, pai do ator) e "Beno", apelido familiar do ganhador do Oscar por seu papel em "Traffic".

"A Formada. Advogada famosa, professora de muitos. A que nos tirou de apuros, abriu as portas do mundo e nos ensinou a amar Porto Rico. Veremos você em breve, Titi Hala", diz a nota assinada pelos Del Toro.

Neste sábado será oficiada uma missa na capela da Funerária Buxeda, em San Juan, à 13h (14h em Brasília), e a comitiva fúnebre partirá uma hora depois em direção ao cemitério Buxeda Memorial Park.

Desde os nove anos, quando perdeu a mãe, a madrinha de Del Toro foi a encarregada de ensinar a coragem que o astro demonstrou ter em sua carreira.

Segundo pessoas ligadas à família, Sarah conseguiu aproveitar os últimos sucessos do afilhado, como quando ganhou o prêmio de melhor ator no último Festival de Cinema Cannes por seu papel como Ernesto Che Guevara no filme de Steven Soderbergh. EFE ie/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG