Mulher que cortou pênis do marido volta a falar com a imprensa 15 anos depois

Washington - Lorena Bobbitt, a mulher de origem equatoriana que ficou famosa por cortar o pênis de seu marido e jogar o órgão em um terreno baldio, reapareceu na gravação de uma entrevista para a TV, 15 anos depois do crime.

EFE |

A rede americana "CBS" exibirá esta semana a entrevista com Lorena, atualmente muito diferente daquela jovem de 24 anos e que, há 15 anos, decidiu cortar o pênis do marido, John Wayne, depois de este ter chegado em casa bêbado e a ter estuprado.

Wayne, um ex-fuzileiro naval que acumulou um longo histórico de agressões e maus-tratos em seus dois casamentos seguintes, aproveitou a "fama" obtida com o caso para fazer aparições na TV e protagonizar filmes para adultos.

Lorena, por sua vez, permaneceu no anonimato em uma tentativa de retomar seu "sonho americano".

"De repente, minha vida privada ficou pública. Era como um livro aberto e todo mundo conhecia minha história", disse Lorena à equipe do programa "The Early Show".

"Às vezes não podia sequer ir ao supermercado para comprar comida, porque me reconheciam", acrescentou.

Hoje em dia, Lorena é uma mulher de 39 anos que trabalha como agente de bens imobiliários. Em julho, obterá uma licença para abrir seu próprio salão de beleza.

Compartilha sua vida há 14 anos com David Balliger e é mãe de uma menina de dois anos chamada Olivia.

"Minha auto-estima está muito melhor que anos atrás. Cresci muito pessoalmente", declarou Lorena na entrevista.

"Aprendi a lidar com a popularidade. Tive que decidir seguir adiante, afinal, esta é minha vida, eu disse para mim mesma", completou.

Bobbitt voltou suas atenções para uma ONG que proporciona fundos a mulheres maltratadas.

"Elas já passaram por muita coisa. Quem melhor do que eu para saber? O conselho que dou a elas é para que não façam justiça com as próprias mãos", assegurou.

Lorena Bobbitt foi declarada inocente após alegar loucura motivada pelos maus-tratos a que vinha sendo submetida pelo marido.

John Wayne, que teve de realizar uma operação cirúrgica para ter seu pênis reimplantado, se mudou para Las Vegas. Lá, após uma breve carreira no cinema pornô, trabalhou em um bordel como garçom, em um restaurante e como caminhoneiro.

Lorena e Wayne se divorciaram em 1995, após seis anos de casamento. Segundo ela, não se falaram desde então.

    Leia tudo sobre: crimes

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG