Mulher morre vítima de bala perdida em distúrbios em Beirute

Uma mulher morreu neste domingo, vítima de bala perdida durante confrontos entre os partidários do movimento xiita Amal e os do líder da maioria libanesa Saad Hariri no oeste de Beirute.

AFP |

A informação foi dada por um dirigente da Corrente do Futuro, o partido de Saad Hariri, encarregado de formar o próximo governo libanês; mas a identidade da vítima não foi divulgada.

Os enfrentamentos foram registrados em Aïcha Bakkar, oeste de Beirute, de maioria muçulmana, segundo um correspondante da AFP e um porta-voz militar.

Foram utilizadas armas automáticas e lança-foguetes.

O líder da maioria parlamentar no Líbano, Saad Hariri, filho do dirigente assassinado Rafic Hariri, havia prometido no sábado, pouco depois de sua nomeação para o cargo de primeiro-ministro, formar um governo de união nacional "harmonioso e operacional".

"Vamos iniciar consultas com todos os blocos parlamentares na base do nosso compromisso em favor de um governo de união nacional em que todos os principais movimentos estejam representados e que seja harmonioso, operacional e livre de qualquer forma de obstrução e paralisia", declarou Hariri no palácio presidencial de Baabda, no leste de Beirute.

A presidência havia anunciado pouco antes que Hariri tinha sido encarregado de formar um governo.

ny/ev/yw/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG