Mulher insiste que presidente do Paraguai é pai de seu filho

Advogado apresentou pedido de anulação dos exames de sangue feitos por Fernando Lugo e que deram negativo

AFP |

O advogado de Hortensia Morán, que alega que o presidente do Paraguai, Fernando Lugo, é pai de seu filho, apresentou um pedido de anulação dos exames de sangue que o chefe de Estado fez e que deram resultado negativo, informaram fontes judiciais

"Os medicamentos que estão dando ao presidente Lugo em seu tratamento contra o câncer afetaram a composição de seu sangue. Por isso, o exame deu negativo", explicou o advogado Aurelio Servín.

Morán exige que o presidente assuma seu filho Juan Pablo, de 2 anos.

O exame de sangue do presidente Lugo foi realizado dias depois de sua primeira quimioterapia, em agosto passado.

Lugo possui um câncer linfático de grau 4, o mais grave.

O chefe de Estado reconheceu até agora um filho, em maio de 2009, quando uma primeira mulher, Viviana Carrillo, ameaçou processá-lo para que assumisse a paternidade de Guillermo Armindo, que hoje em 3 anos.

Lugo não reconheceu o filho de uma segunda mulher, Benigna Leguizamón, que também alega que o presidente é pai de seu filho Lucas Fernando, de 7 anos.

    Leia tudo sobre: Fernando LugoHortensia MoránParaguai

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG