Mulher faz campanha para teste de DNA que Lugo não quer pagar

ASSUNÇÃO - A mulher que assegura ter tido um filho com o presidente do Paraguai, Fernando Lugo, quando ele ainda era bispo começou nesta segunda-feira uma campanha para arrecadar o dinheiro necessário para o teste de DNA, que o chefe de Estado se recusa a pagar.

EFE |

Benigna Leguizamón, que mora em Ciudad del Este, a 330 quilômetros de Assunção, foi a quatro bancos da cidade para solicitar a abertura de uma conta corrente a favor dos direitos de Lucas Fernando, como afirmou à Agência Efe seu advogado, Leong Je Park.

A mulher assegura que o segundo de seus quatro filhos, Lucas Fernando, de seis anos, concebido em San Pedro, região mais pobre do país e onde o agora chefe de Estado foi bispo por cerca de uma década, é fruto de uma relação com Lugo.

Park explicou que o objetivo da campanha é reunir os 3,5 milhões de guaranis (US$ 700) que custarão o teste de DNA, já que sua cliente não tem condições de arcar com isso.

Um advogado do presidente do Paraguai afirmou ontem que o líder não pagaria pelo teste de DNA exigido, perante a Justiça, pela mulher.

Leia mais sobre: Fernando Lugo

    Leia tudo sobre: fernando lugo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG