Mulher é ordenada pela primeira vez sacerdote

A italiana Maria Longhitano pertence a um movimento católico independente não reconhecido pelo Vaticano

EFE |

A italiana Maria Longhitano, de 35 anos, professora e casada, se tornou neste sábado a primeira mulher sacerdote na Itália a ser ordenada em Roma pela Igreja Vétero Católica - um movimento católico independente não reconhecido pelo Vaticano - vinculada à anglicana.

Longhitano foi ordenada sacerdote durante uma cerimônia na Igreja Anglicana no centro da capital italiana e agora poderá abençoar e rezar missa na paróquia Jesus de Nazaré em Milão. "É um ato importante que rompe com tradições milenares", assinalou o sacerdote vétero-católico que oficiou a posse, destacando o trabalho da nova sacerdotisa em Milão "em favor dos doentes, das crianças e dos necessitados".

Longhitano afirmou que é consciente que "abriu um novo caminho", embora tenha destacado que "foi um percurso de emoção e medo" e comentou que "sem as mulheres, o catolicismo, que quer dizer universalidade, fica mutilado". A sacedorte criticou a proibição da Igreja Católica de ordenar mulheres.

    Leia tudo sobre: sacerdotevaticanoitália

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG