Mulher é condenada por morte em fila de supermercado

Uma mulher foi condenada por homicídio culposo na Grã-Bretanha pela morte de um homem após uma discussão causa por desrespeito à fila do caixa de um supermercado. Antonette Richardson, de 37 anos, chamou o namorado, Tony Viraswami, de 38, após ter sido acusada de entrar na fila na frente de um outro cliente no supermercado Sainsburys, em Merton, no sul de Londres.

BBC Brasil |

Viraswami, que já tinha admitido ter cometido homicídio culposo, deu um soco em Kevin Tripp, de 57 anos, que acabou sofrendo ferimentos cerebrais fatais.

Antonette negou a acusação de homicídio culposo. Ela foi acusada de desrespeitar a fila pelo cliente Adrian Prendergast quando foi comprar um maço de cigarros.

Após a discussão, ela então telefonou para o namorado, que esperava em um carro nas proximidades. Quando Viraswami entrou no supermercado, Antonette apontou para Prendergast.

O namorado dela, no entanto, achou que Tripp era o responsável por gritar com sua namorada e o atacou com um soco.

O júri do caso viu imagens de câmeras de vigilância do supermercado do momento do ataque, em junho de 2008, com a última imagem mostrando os pés da vítima na parte de baixo da tela.

O advogado de acusação Michael Worsley disse que Viraswami desferiu "o mais poderoso golpe" na vítima, o que fez com que Tripp caísse no chão e batesse a cabeça.

Antonette disse ao tribunal que ficou chocada e aborrecida ao ver que o namorado atacou a pessoa errada.

Tripp, que sofria de encefalomielite miálgica (também conhecida como síndrome da fadiga crônica) e tinha uma filha de cinco anos, morreu no hospital pouco tempo depois de ter sido socorrido.

O juiz Geoffrey Rivlin disse que, por causa da seriedade do caso, não haverá a opção de pagamento de multa, e as sentenças do casal ainda será definida.

Na época do ataque, Viraswami estava em liberdade condicional por furto, enquanto Antonette tinha condenações anteriores de fraude e venda de produtos roubados.

Leia mais sobre homicídio

    Leia tudo sobre: homicídio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG