Mulher é condenada por manter clube de sexo com crianças nos EUA

TEXAS - Um juiz precisou apenas de quatro minutos para condenar, na quinta-feira, a dona de um clube de swing do Texas, nos Estados Unidos, onde crianças eram forçadas à prática sexual diante de uma platéia.

AP |

Shauntel Mayo, de 29 anos, foi condenada à prisão perpétua depois de ser considerada culpada das acusações de ter forçado três irmãos, entre 7 e 10 anos, a realizar atos sexuais entre si para membros do clube que pagassem pelo espetáculo.

Mayo foi condenada por organizar atividades criminosas e envolver menores de idade em atividades sexuais.

As crianças testemunharam durante o julgamento, dizendo que Mayo começou a ensiná-los a dançar e fazer sexo quando tinham cinco anos. Eles também recebiam drogas, que os adultos chamavam de "pílulas bobas", para ajudá-los durante as performances.

Alguns jurados choraram durante os testemunhos do julgamento.

Em março, o ex-namorado de Mayo, Jamie Pittman, também foi condenado. Ele também foi sentenciado à prisão perpétua. Outros quatro envolvidos ainda aguardam julgamento. 

Leia mais sobre: abuso sexual

    Leia tudo sobre: abuso sexual

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG