Mulher de Zelaya confirma retorno do marido no fim de semana

Bogotá, 1º jul (EFE).- O presidente derrubado de Honduras, Manuel Zelaya, voltará ao país no fim de semana, confirmou hoje a mulher do chefe de Estado, Xiomara Castro de Zelaya, numa entrevista à rádio colombiana RCN.

EFE |

"O povo estava esperando" que Zelaya fosse voltar na quinta-feira, "estava pronto para se deslocar, mobilizar-se no aeroporto" para recebê-lo, disse Xiomara, que, por segurança, não revelou onde o presidente deposto encontra-se atualmente.

O próprio Zelaya afirmou hoje, em Washington, que voltará para Honduras findo o prazo de 72 horas dado pela Organização dos Estados Americanos (OEA) para sua restituição, e não nesta quinta-feira, como havia dito inicialmente.

Após quase 12 horas de reunião, a OEA aprovou uma resolução de cinco pontos em que condena "energicamente" o golpe militar de domingo em Honduras, exige a restituição "imediata, segura e incondicional" de Zelaya e rejeita o Governo formado pelo novo presidente, Roberto Micheletti.

"Ficamos surpreso com a posição das Forças Armadas. O chefe das Forças Armadas mantinha contato quase diário conosco", declarou Xiomara sobre o golpe em seu país.

Segundo a primeira-dama, para justificar o golpe criaram "uma cortina de fumaça" e inventaram "mentiras" sobre a sondagem não vinculativa (de cumprimento não obrigatório) que Zelaya pretendia realizar em Honduras sobre uma reforma constitucional que lhe permitiria optar pela reeleição.

Hoje, Zelaya assistirá à posse do empresário Ricardo Martinelli como novo presidente do Panamá, informaram fontes do gabinete deste.

EFE mb/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG