Mulher de vítima do 11/09 morre em acidente de avião dos EUA

NOVA YORK (Reuters) - Beverly Eckert, viúva de uma vítima dos ataques de 11 de setembro e defensora dos sobreviventes, morreu na queda de um avião perto de Buffalo, em Nova York, em que todas as pessoas que estavam a bordo faleceram, informaram os parentes dela. Eckert se encontrou com o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, em Washington, na última sexta-feira, com um grupo de parentes das vítimas dos atentados de 2001.

Reuters |

"Ela era uma inspiração para mim e muitos outros, e eu rezo para que a família dela encontre paz e conforto nos dias duros a seguir", Obama disse nesta sexta-feira.

Eckert, 57 anos, era uma integrante proeminente de Vozes do 11 de Setembro, um grupo que presta serviços aos afetados pelos ataques e promove reformas nas políticas de prevenção, preparo e respostas ao terrorismo.

O marido de Eckert, Sean Rooney, estava em uma das torres do World Trade Center quando elas foram destruídas no ataque.

O jornal Buffalo News citou a irmã de Eckert, Sue Bourque, dizendo que ela estava no avião que caiu na quinta-feira, matando todas as 50 pessoas que estavam a bordo e uma pessoa em terra.

"Sabemos que ela estava no avião", disse Bourque. "E agora ela está com ele."

Eckert, que vivia em Connecticut, viajava a Buffalo para comemorar o que seria o 58o aniversário de seu marido, segundo o jornal.

A Continental Airlines ainda não divulgou a lista de passageiros do voo 3407, operado pela Colgan Air.

(Reportagem de Claudia Parsons)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG