Mulher de raptor de Jaycee diz que sente falta das crianças

Nancy Garrido, a mulher de Phillip Garrido - o homem acusado de ter sequestrado, estuprado e mantido cativa por 18 anos Jaycee Le Dugard - afirmou que sente falta das duas filhas que o marido supostamente teve com a vítima. Em entrevista à rede de TV CBS, o advogado de Nancy, Gilbert Maynes, afirmou que ela considerava as duas meninas como parte da família e que as ama muito.

BBC Brasil |

Autoridades nos EUA afirmam que as meninas, uma de 11 anos e outra de 15, são filhas que Dugard teve com Garrido durante os anos de cativeiro.

Segundo o padrasto de Dugard, Carl Probyn, as duas cresceram pensando que Jaycee era a irmã mais velha e que Nancy - que se casou com Garrido em 1981 - era a mãe.

Probyn afirmou ainda que as filhas reagiram mal à prisão de Phillip Garrido.

"Ele era o pai delas. Elas choraram quando ele foi preso. Jaycee teve que explicar a situação, que ela tinha sido sequestrada", disse ele à BBC.

Maynes afirmou que sua cliente está "com medo e um pouco perdida" após a prisão.

'Inocentes'
Nancy e Phillip Garrido foram presos na última quarta-feira na Califórnia.

Ele é acusado de sequestrar Dugard em 1991, enquanto ela se dirigia até um ônibus escolar perto de sua casa, em South Lake Tahoe, na Califórnia.

Dugard teria vivido durante anos com as duas crianças em barracas e tendas no quintal da casa do suposto sequestrador, em Antioch, perto de São Francisco.

Anteriormente, a polícia admitiu ter perdido uma oportunidade de resgatar Jaycee Lee Dugard há três anos. Durante uma entrevista coletiva na sexta-feira, um porta-voz da polícia, xerife Warren Rupf, afirmou que, em novembro de 2006, após uma ligação de um vizinho, um policial foi até o local onde Dugard estaria sendo mantida como refém, sem, no entanto, entrar na casa de Phillip Garrido.

O casal permanece detido e deve comparecer diante de um tribunal no próximo dia 14 de setembro.

Em uma audiência na última sexta-feira, os dois acusados se declararam inocentes das 29 acusações relacionadas ao caso que pesam contra eles, incluindo o sequestro de Dugard.

Ainda nesta quarta-feira, a polícia de Pittsburgh afirmou que não encontrou provas do envolvimento de Phillip Dugard no assassinato ainda não solucionado de várias prostitutas na década de 90.

Ele foi considerado suspeito dos crimes depois que vários corpos foram encontrados em uma área industrial perto de onde Garrido trabalhava.

Após uma intensa revista na residência do casal, a polícia afirmou que não encontrou nenhuma prova que relacione Garrido aos casos não solucionados.

Leia mais sobre Jaycee Le Dugard

    Leia tudo sobre: euajaycee le dugardseqüestro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG