Mulher de opositor a Chávez é cotada para disputar Prefeitura

Caracas, 21 abr (EFE).- Evelyn Trejo, mulher do líder opositor venezuelano Manuel Rosales, atual prefeito de Maracaibo, é a primeira opção para substituí-lo no cargo, informou hoje Eliseo Fermín, presidente da Assembleia Legislativa do estado de Zulia.

EFE |

"Evelyn é a primeira opção, isso não se discute", declarou Fermín à rádio "Unión", depois que foi confirmado que Rosales encontra-se no Peru como turista, embora tenha acabado de pedir asilo político ao país, segundo seu advogado em Lima.

Rosales decidiu deixar Venezuela devido a um julgamento por corrupção que, segundo porta-vozes de seu partido, está arranjado.

Para que Evelyn Trejo possa substituir seu marido na Prefeitura de Maracaibo terá que se candidatar por algum partido, provavelmente pelo Um Novo Tempo (UNT), fundado pelo próprio Rosales.

Fermín indicou o dia 2 de agosto como possível data para a realização das eleições, que serão convocadas assim que a Assembleia Legislativa de Zulia confirmar o cargo de prefeito de Maracaibo como vago.

O presidente do Legislativo de Zulia, estado cuja capital é Maracaibo, disse que conversou "por telefone" com Rosales e admitiu que este se encontra numa "situação complicada", como é, na sua opinião, a de toda Venezuela.

Rosales deveria ter se apresentado ontem a um tribunal de Caracas para uma audiência preliminar do seu julgamento. Porém, optou por não fazê-lo.

O líder do UNT e candidato à Presidência nas eleições de 2006 anunciou, por meio do presidente de seu partido, Omar Barboza, que sua ida ao tribunal "seria um sacrifício inútil", dadas as "evidências" de que o julgamento está arranjado. EFE afs/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG