Mulher de 90 anos tenta suicídio por hipoteca nos EUA

CINCINNATI (Reuters) - Uma mulher de 90 anos tentou suicídio em Ohio diante da ameaça de perder a casa onde vive há 38 anos, tornando-se assim um símbolo sombrio da crise hipotecária nos EUA. Addie Polk foi achada no chão de sua casa com um tiro no ombro, na quarta-feira, quando a polícia chegou para lhe entregar a ordem de despejo, disse na sexta-feira o tenente Rick Edwards, da polícia de Akron, Ohio.

Reuters |

Polk sobreviveu e está internada. Os policiais anteriormente já haviam tentado retirá-la mais de 30 vezes da sua modesta casa por não pagar as prestações do imóvel, segundo a imprensa local.

"Parece que estão despejando-a por causa da hipoteca. Ela vive na casa, segundo os vizinhos, há algo como 38 anos, e nos últimos dois anos foi presa de alguma empresa de crédito ou instituição financeira predatória", disse Edwards.

As ações de despejo atingiram níveis recordes nos Estados Unidos, em muitos casos porque mutuários com contratos com juros ajustáveis não conseguiram acompanhar os fortes aumentos das prestações.

A crise hipotecária provocou uma desaceleração do mercado imobiliário e está no epicentro da atual crise financeira dos

EUA.

(Reportagem de Andrea Hopkins)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG