Mulher acusada de recrutar 80 suicidas é detida no Iraque

BAGDÁ - Uma suposta terrorista, acusada de recrutar 80 mulheres suicidas, foi detida pelas Forças de Segurança iraquianas, informou hoje, em Bagdá, o porta-voz do centro de operações do Exército do Iraque, general Qasem Ata.

EFE |

Em entrevista, Ata afirmou que as suicidas foram recrutadas na capital do Iraque e na província de Diyala, ao nordeste do país, onde supostamente cometeram 28 ataques.

A detenção da mulher, Samira Ahmed Jassim, que supostamente pertence ao grupo insurgente Ansar al-Sunna (Seguidores da tradição do Profeta Maomé), aconteceu em 21 de janeiro.

A este grupo, vinculado à Al-Qaeda e criado em setembro de 2003, é atribuída a responsabilidade de dezenas de atentados e de ações suicidas contra o Exército dos Estados Unidos e o iraquiano.

Ao ser detida, Jassim disse que recebia ordens de duas pessoas, identificadas como Harith al-Saliwi e Zaer al-Saliwi, que foram capturadas anteriormente.

Na entrevista coletiva, Ata mostrou um vídeo no qual Jassim, de pouco mais de 40 anos, admitia sua responsabilidade nos fatos dos quais é acusada.

Ata não revelou o lugar no qual a mulher foi detida por motivos de segurança, mas explicou que sua captura aconteceu com a ajuda dos serviços secretos.

Atentados

Por outro lado, uma fonte do Ministério do Interior iraquiano informou que pelo menos 12 pessoas ficaram feridas na explosão de artefatos nas províncias de Ninawa e Diyala.

Em um mercado no centro de Baquba, capital de Diyala, pelo menos oito civis ficaram feridos, dois deles gravemente, na explosão consecutiva de vários artefatos, em um ato que destruiu lojas e edifícios próximos.

Na província de Ninawa, no norte do país, pelo menos quatro pessoas ficaram feridas, entre elas um policial, quando uma bomba explodiu durante a passagem de uma patrulha militar americana, na zona de Al Nabi Yunis, no leste de Mossul, capital da província.

Por último, a mesma fonte confirmou que aconteceu outro ataque similar contra as forças americanas na zona de Al-Chaab, no nordeste de Bagdá.

Leia mais sobre Iraque

    Leia tudo sobre: iraque

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG