Mulçumanos seguem peregrinação rumo à Festa do Sacrifício

Riad, 7 dez (EFE).- Cerca de três milhões de peregrinos procedentes de todo o mundo partiram hoje para Muzdalifah, perto da cidade santa saudita de Meca, na véspera do ritual islâmico da Festa do Sacrifício.

EFE |

Os fiéis chegaram a essa região em uma grande marcha de vários quilômetros, após cumprir esta manhã com o ritual da subida ao Monte Arafat, situado cerca de 19 quilômetros de Meca, dentro da peregrinação anual a essa cidade santa.

A ida ao Monte Arafat, conhecido também como Al Tauba (Monte do Arrependimento), é a celebração mais importante do hajj à cidade santa de Meca, que termina no próximo dia 10 e que todo muçulmano com saúde e recursos é obrigado a completar pelo menos uma vez na vida.

Muzdalifah, junto às áreas vizinhas de Mina, Arafat e a Grande Mesquita de Meca, constitui a região onde se realizam os ritos da peregrinação.

Os fiéis chegaram a Muzdalifah para passar a noite e, na madrugada de amanhã, partirão para Mena para realizar a grande reza da festividade de Eid al-Adha ou Festa do Sacrifício.

Após essa oração comunitária, cada fiel, segundo suas possibilidades econômicas, matará um cordeiro, um camelo ou uma vaca, para assim comemorar o sacrifício feito por Abraão.

A partir de amanhã, os peregrinos também farão em Mina o ritual de apedrejamento do diabo, simbolizado por três colunas construídas na localidade.

Durante o ritual de subida ao Arafat, onde há 14 séculos o profeta Maomé pronunciou seu último sermão, os peregrinos escutaram um discurso do mufti da Arábia Saudita, a máxima autoridade religiosa do país, xeque Abdulaziz al-Sheikh. EFE ash/ab/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG