Mugabe diz que Reino Unido financia seus opositores

Harare, 18 abr (EFE) - Em discurso de marcado tom nacionalista, o presidente do Zimbábue, Robert Mugabe, voltou a censurar hoje o Reino Unido por financiar supostamente os opositores a seu Governo. Estão usando dinheiro para que as pessoas se voltem contra seu Governo, afirmou Mugabe em um ato oficial para lembrar hoje 28º aniversário da independência deste país do Reino Unido, que desde então é governado por Mugabe. Estamos sendo comprados como gado, afirmou o presidente do Zimbábue. Usam o dinheiro como uma arma, literalmente comprando a parte de nossa gente para votar contra o Governo, e aceitem ser manipulados politicamente e abandonar seus direitos, insistiu. O veterano chefe de Estado, de 84 anos, considerado um herói regional por seu papel na luta contra o colonialismo, pronunciou seu discurso em um estado do bairro de Highfield, aos arredores da capital, Harare, diante de milhares de pessoas. Mas Mugabe não deu pistas que permitam saber como será resolvida a crise que ameaça a vida do país, iniciada com a recusa da Comissão Eleitoral em divulgar os resultados das eleições presidenciais de 29 de março. As críticas do presidente zimbabuano ao Reino Unido residem em que essa foi a nação que mais abertamente criticou as violações aos direitos humanos e políticos do regime de Mugabe, e disse que os britânicos são ladrões que querem roubar seu país. Ele também acusou os dirigentes da oposição de ser lacaios que recebem dinheiro brit...

EFE |

O Zimbábue lembra sua independência em meio à pior crise econômica de sua história, com uma inflação de 165.000% e um desemprego de 80%.

Mugabe mencionou superficialmente estes inconvenientes, e disse que o Governo "está tentando aliviar o sofrimento do povo". "Sabemos que o maior problema são os preços", acrescentou. EFE sk/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG