Mugabe abrirá Parlamento; oposição alerta para risco de crise

Harare, 20 ago (EFE).- O Zimbábue anunciou hoje que o presidente Robert Mugabe abrirá o novo Parlamento na próxima terça-feira, apesar de o principal grupo opositor do país ter rejeitado a medida, alegando que pode pôr em risco as atuais negociações para conseguir um Governo de união nacional.

EFE |

A abertura das sessões legislativas foi anunciada em entrevista coletiva na Harare capital pelo Secretário do Parlamento, Austin Zvoma.

"Os membros (do Senado e da Assembléia) foram avisados que a abertura oficial da primeira sessão do sétimo Parlamento do Zimbábue será realizada na terça-feira, 26 de agosto", disse aos jornalistas o porta-voz parlamentar.

Segundo Zvoma, os membros do Parlamento escolherão neste mesmo dia seus respectivos presidentes.

A facção majoritária do opositor Movimento para a Mudança Democrática (MDC), dirigido por Morgan Tsvangirai, advertiu que a abertura do Parlamento não conta com sua aprovação e que, se Mugabe seguir adiante, as negociações entre o partido e a governamental União Nacional Africana do Zimbábue-Frente Patriótica (Zanu-PF) colapsarão.

Nas eleições legislativas de 29 de março passado, o MDC obteve 100 dos 210 cadeiras da Assembléia e a Zanu-PF, outras 99. EFE jo/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG